Tiro Esportivo: Copa do Mundo define mais 24 vagas e tiro esportivo já tem 177 classificados para os Jogos Olímpicos

Com quatro participações Olímpicas, a russa Yuliya Alipova mira a vaga em mais uma edição dos Jogos, desta vez no Rio (Foto: ISSF)
Com quatro participações Olímpicas, a russa Yuliya Alipova mira a vaga em mais uma edição dos Jogos, desta vez no Rio (Foto: ISSF)

 

 

Os Jogos Olímpicos estão cada vez mais na mira dos atletas do tiro esportivo. A sexta etapa de Copa do Mundo de 2015, disputada em Munique, chegou ao fim nesta segunda-feira (01) e decidiu o destino de mais 24 vagas do esporte. Catorze países confirmaram vagas nesta etapa: Alemanha (2 vagas), Áustria (2), China (2), Coreia do Sul (2), Croácia (2), Estados Unidos (2), França (2), Índia (2), Rússia (2), Sérvia (2), Itália, Japão, Tailândia e Ucrânia.

 

 

As vagas obtidas serão destinadas aos respectivos Comitês Olímpicos Nacionais, que decidirão junto com as confederações nacionais de tiro esportivo se vão utilizar a cota e quais atletas serão enviados para os Jogos. No esporte, cada país poderá ter até dois representantes por prova, e cada atleta só pode conquistar uma única vaga para seu país nos Jogos Rio 2016.

 

 

 
Sexta etapa da Copa do Mundo de 2015 do esporte (e a terceira com provas de Carabina de Ar e Pistola), o torneio teve início na última quarta-feira (27) e contou com a participação de 901 atletas de 87 países, que competiram em dez provas Olímpicas: quatro femininas (carabina de ar 10m, carabina três posições 50m, pistola de ar 10m e pistola 25m) e seis masculinas (carabina de ar 10m, carabina deitado 50m, carabina três posições 50m, pistola de tiro rápido 25m e pistola 50m).

 

 

 
Na pistola 25m, classificaram-se a Tailândia, país que assegurou sua segunda vaga Olímpica no esporte, e a Rússia, com Yuliya Alipova. Com quatro participações Olímpicas (Atlanta 1996, Sydney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008), a atiradora veterana conquistou a medalha de bronze na prova – e mostrou que quer enriquecer ainda mais o currículo:
 

 

 

“Estou muito feliz pela medalha e pela vaga que conquistei para o meu país. Meu marido também é atirador e, se conseguirmos passar pela seletiva nacional, vamos competir nos Jogos Olímpicos juntos pela quarta vez!”, afirmou Alipova.
 

 

 

Entre os homens, destaque para o alemão Andre Link, de apenas 20 anos, que conquistou o primeiro lugar na carabina três posições 50m e garantiu uma vaga Olímpica para a Alemanha na prova.
 

 

 

 

“É apenas minha segunda participação na Copa do Mundo, e a minha primeira final. Conquistar o ouro no meu país significa muito para mim. Senti um pouco a pressão, todo mundo estava me assistindo… mas agora estou orgulhoso. Já tinha participado de muitas finais juniores, mas não esperava vencer aqui. Provavelmente nunca havia conseguido um resultado tão bom”, comemorou o alemão.

 

 

Com apenas 20 anos, Andre Link conquistou o ouro e a vaga para a Alemanha na carabina três posições 50m (Foto: ISSF)
Com apenas 20 anos, Andre Link conquistou o ouro e a vaga para a Alemanha na carabina três posições 50m (Foto: ISSF)

 
Esse foi o oitavo torneio do tiro esportivo a valer classificação para os Jogos Rio 2016 (confira no site da federação do esporte todas as provas (somente em inglês). Já são 177 vagas Olímpicas definidas no esporte. Outras duas etapas anteriores da Copa do Mundo de Carabina e Pistola, em Changwon e Fort Benning, decidiram 24 vagas cada uma. Em Acapulco, Al Ain, Larnaca, três etapas da Copa do Mundo de espingarda apontaram outras 10 vagas cada. Em 2014, 64 vagas foram conquistadas no Campeonato Mundial e 11 foram distribuídas no Campeonato de Tiro das Américas.
 

 

 

O próximo torneio classificatório do esporte será a primeira edição dos Jogos Europeus (equivalente aos Jogos Pan-Americanos do velho continente), que será realizada em Baku, no Azerbaijão, entre os dias 12 a 28 de junho deste ano. Além desta, outras sete competições classificatórias de tiro esportivo serão realizadas ainda em 2015 e definirão o destino de 168 vagas. Das 45 vagas restantes, 12 serão disputadas em 2016, nove são destinadas ao Brasil, país-sede dos Jogos, e 24 serão distribuídas por meio de convites.
 

 

 

As vagas obtidas serão destinadas aos respectivos Comitês Olímpicos Nacionais, que decidirão junto com as confederações nacionais de tiro esportivo se vão utilizar a cota e quais atletas serão enviados para os Jogos. No esporte, cada país poderá ter até dois representantes por prova, e cada atleta só pode conquistar uma única vaga para seu país nos Jogos Rio 2016.

 

 

 
Confira abaixo as vagas obtidas em cada prova:

 

 

  • Carabina de ar 10m masculino: Ucrânia, Índia e Sérvia
  • Carabina deitado 50m masculino: França e Áustria
  • Carabina três posições 50m masculino: Alemanha e França
  • Pistola de ar 10m masculino: China, Índia e Coreia do Sul
  • Pistola de tiro rápido 25m masculino: Estados Unidos e Rússia
  • Pistola 50m masculino: Japão e Itália
  • Carabina de ar 10m feminino: Croácia, Áustria e Alemanha
  • Carabina três posições 50m feminino: Coreia do Sul e Ucrânia
  • Pistola de ar 10m feminino: Sérvia, China e Estados Unidos
  • Pistola 25m feminino: Tailândia e Rússia

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do www.rio2016.com