Taça Libertadores 2017 – Final: Grêmio vence o Lanús e é TRI-CAMPEÃO da Libertadores.

Grêmio vence o Lanús e é TRI-CAMPEÃO da Libertadores e agora que venha o Mundial. – Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

O melhor time de futebol da América é brasileiro. O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense é o campeão da Taça Libertadores 2017. O Tricolor Gaúcho venceu o Lanús por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (29), em Buenos Aires, no Estádio La Fortaleza, e deixou a apaixonada torcida gremista em êxtase em todos os cantos do Brasil e do mundo. Foi a terceira vez que o Imortal conquistou a América. No placar acumulado, nos dois jogos decisivos, 3 a 1 para os brasileiros.

 

 

 

O Grêmio fez um primeiro tempo exemplar. Marcando em cima e dificultando a saída de bola dos argentinos. Com solidez na defesa e articulação pelo meio e laterais, a equipe comandada por Renato Gaúcho marcou duas vezes na primeira etapa, com Fernandinho e Luan.

 

 

 

O camisa 7, grande destaque do time na temporada e eleito o melhor da competição, outra vez desfilou o fino da bola e deixou a sua assinatura no segundo gol: arrancada, drible no zagueiro e cavadinha na frente do goleiro. Golaço!

 

 

 

Logo nos primeiros minutos do segundo tempo, uma baixa importante no Tricolor. O volante Arthur, um dos destaques do primeiro tempo e que foi escolhido o melhor da partida ao fim do jogo, saiu com dores no calcanhar, resultado de uma pancada sofrida já nos acréscimos da etapa inicial.

 

 

 

Michel substituiu a jovem revelação gremista. Apesar do ímpeto argentino para buscar a virada, o Grêmio se manteve seguro nas ações. Muita disposição para marcar e, com a bola nos pés, inteligência nas iniciativas de ataque.

 

 

 

Aos 25 minutos, um susto. Jailson derrubou Acosta na área e o árbitro marcou a penalidade. Sand bateu e diminuiu o placar. Mas seria preciso outros três gols para reverter o panorama.

 

 

 

Cícero, autor do único gol do primeiro jogo da decisão na Arena do Grêmio, substituiu Lucas Barrios. O Lanús veio para o tudo ou nada a partir dos 30 minutos. Para deixar o coração do torcedor na boca nos últimos minutos, Ramiro foi expulso por reclamação. Mas a noite era do Grêmio. Estava escrito que o dia 29 de novembro de 2017 entraria para a galeria histórica e imortal do Grêmio como o dia do Tri.O Grêmio já havia levantado a tão cobiçada taça em 1983 e 1995.

 

 

 

A vitória sobre o Lanús garantiu o terceiro título da competição mais importante das Américas e consagrou um dos grandes personagens do futebol brasileiro, Renato Gaúcho. Campeão da Libertadores pelo Grêmio como jogador e agora, à beira do gramado, como treinador.

 

 

O Grêmio agora concentra todas as forças no Mundial de Clubes. Assim como o Real Madrid, entra direto na semifinal. O adversário será o vencedor do duelo entre Pachuca, do México, e Wydad Casablanca, do Marrocos. A partida está marcada para o dia 12 de dezembro, às 15h (horário de Brasília). Antes disso, no domingo, encerra sua participação no Brasileirão com time reserva contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, às 17h.

 

 

Da Redação com informações da CBF