Taça Libertadores 2015 – Internacional aplica uma goleada histórica de 4 a 0 na Universidad de Chile

Internacional de Porto Alegre
Internacional de Porto Alegre

 

O Internacional aplicou 4 a 0 na Universidad de Chile na noite desta quinta-feira (16/4), em Santiago, pela penúltima rodada do Grupo 4 da Libertadores. Nilmar (2), Eduardo Sasha e Valdívia marcaram os gols. D’Alessandro ainda perdeu um pênalti na etapa final.

 

 

Foi uma goleada histórica, a maior do time colorado na competição continental (até então, o 4 a 1 sobre o Juan Aurich, em 2011, ocupava o posto). O resultado deixou o Inter com 10 pontos, na liderança isolada e com a vaga encaminhada às oitavas de final. Na próxima quarta-feira (22/4), às 17h30, receberá o The Strongest no Beira-Rio, na última partida da fase classificatória. É jogo para confirmar o primeiro lugar do Grupo.

 

 

Inter faz gols ‘relâmpago’

 

 

O duelo começou com os donos da casa tentando pressionar no ataque, mas o Inter estava bem posicionado em campo e controlou as ações dos chilenos. Muito bem armado pelo técnico Diego Aguirre, quando tinha a posse de bola, buscava avanços rápidos na tentativa de surpreender. E a tática deu certo! Aos 8min, o goleiro Herrera se atrapalhou em um recuo feito pelo lateral Corujo e Nilmar apareceu como elemento surpresa, em altísima velocidade, para roubar a bola na pequena área e empurrá-la para o fundo do gol. Não poderia ser melhor o início de jogo para o Inter!

 

 

Poderia, sim! Aos 12min, em um contra-ataque letal, chegou ao segundo gol. A bola foi roubada na defesa por Juan, D’Alessandor fez rápida ligação para Nilmar, que serviu para Eduardo Sasha. Com muita qualidade, o garoto formado no Celeiro de Ases invadiu a área em velocidade e chutou para fazer 2 a 0! Que alegria colorada!

 

 

 

O Inter manteve o ritmo e seguiu rondando a meta do adversário. Aos 17min, Nilmar foi lançado no interior da área e quase conseguiu o domínio. Ficaria cara a cara com Herrera. Um minuto depois, porém, o lateral Geferson fez corte providencial no segundo poste, após cruzamento rasteiro do ataque chileno. Pouco depois, Lorenzetti pegou sobra na frente da área e chutou com perigo, à esquerda do gol defendido por Alisson.

 

 

Nilmar rompe o gramado para fazer 3 a 0

 

 

Aos 31min, mais um ato espetacular do Inter em Santiago! Nilmar arrancou com a bola dominada desde o meio-campo, avançando em largos passos em direção à área. Com agilidade, passou no meio de dois marcadores e conseguiu completar no cantinho esquerdo para colocar o três no placar. Golaço! 3 a 0! Foi o terceiro gol de Nilmar na Libertadores. O primeiro tempo acabou com o Campeão de Tudo dominando a Universidad no Chile, que não conseguiu esboçar reação.

 

 

D’Ale perde pênalti

 

 

Já na etapa final, aos 4min, Nilmar ganhou, mais uma vez, na velocidade dos zagueiros e, quando pisou na área, foi derrubado. Pênalti! D’Alessandro bateu, Herrera defendeu, Valdívia, que havia entrado no lugar de Jorge Henrique no intervalo, chutou no rebote e o goleiro chileno espalmou para escanteio. Ato contínuo, torcedores chilenos começaram a arremessar objetos para o gramado, paralisando a partida por alguns instantes.

 

 

Valdívia encerra a goleada

 

 

 

Nada que abalasse a disposição colorada . Aos 12min, Sasha fez grande lançamento para Valdívia, que mostrou muita qualidade na finalização: na meia-lua, o atacante deu dois toques na bola, um com o pé, para o lado esquerdo, e outro com a cabeça, antes de disparar o chute que passou entre as pernas de Herrera. 4 a 0!

 

 

O Colorado sobrava em campo contra uma desesperada La U. Aos 18min, Valdívia tentou por cobertura, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 30min, Valdívia esticou a bola para Nilmar, que por muito pouco não chegou a tempo para finalizar do interior da área. Aos 37min, Espinoza cabeceou sobre o travessão, na melhor oportunidade até então. Aos 41min, Espinoza, novamente, tentou encobrir Alisson, mas o goleiro estava atento e fez a defesa com tranquilidade. Nada mais mudava a atuação magistral do Inter em solo chileno!

 

 

“Vitória de um time organizado, que teve uma atuação incrível”, elogiou o presidente Vitorio Piffero.

 

 

“Apresentamos um grande futebol, com muita dinâmica. Vitórias convicentes são necessárias para trazer qualidade”, disse o técnico Diego Aguirre.

 

 

Ficha técnica:

 

 

Universidad de Chile (0): Herrera; Corujo, González, Rojas e Magalhães (Ortiz); Pereira, Martínez (Espinoza) e Lorenzetti; Ubilla, Canales e Maxi Rodriguez (Benegas). Técnico: Martín Lasarte.

 

 

Internacional (4): Alisson; Ernando, Alan Costa, Juan (Réver, aos 14min do 2º tempo) e Geferson; Rodrigo Dourado, Jorge Henrique (Valdívia, no intervalo), Aránguiz, D’Alessandro (Alex, aos 27min do 2º tempo) e Eduardo Sasha; Nilmar. Técnico: Diego Aguirre.

 

 

Gols: Nilmar (I), aos 8min do primeiro tmepo, Eduardo Sasha (I), aos 12min do primeiro tempo, Nilmar (I), aos 31min do primeiro tempo, Valdívia (I), aos 12min do segundo tempo.

 

 

Cartões amarelos: Corujo, Espinoza (La U); Valdívia, Eduardo Sasha (I).

 

 

Arbitragem: Silvio Trucco, auxiliado por Hernan Maidana e Cristian Navarro (trio argentino).

 

 

Local: Estádio Nacional, em Santiago.

 

 

Da Redação com informações  provenientes do site oficial do Internacional – www.internacional.com.br