Soccer’s Rot: Ministro do Esporte diz que ainda não há indício de corrupção na Copa no Brasil

George Hilton, Ministro do Esporte diz que ainda não há indício de corrupção na Copa no Brasil
George Hilton, Ministro do Esporte diz que ainda não há indício de corrupção na Copa no Brasil

 

 

O ministro do Esporte, George Hilton, disse hoje (17), ao falar sobre as investigações de corrupção na Federação Internacional de Futebol (Fifa) feitas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que não há, até agora, que qualquer indício de irregularidades em relação à Copa do Mundo do Brasil. Por isso, na avaliação dele, é precipitado falar qualquer coisa sobre o assunto. Hilton ressaltou que o governo brasileiro vai acompanhar todas as investigações e quer que tudo seja esclarecido.

 

 

“O governo tem todo interesse que a verdade seja trazida à baila e os eventuais culpados sejam punidos no rigor da lei, dentro do que ela determina”. O ministro acrescentou que é preciso aguardar o desdobramento dos fatos. “Acho que é importante a gente deixar acontecer essas investigações. Vamos acompanhar e o governo terá um comportamento dentro do que a legislação exige e tem que ser feito”.

 

 

 

 

Hilton garantiu não haver preocupação de que as acusações de corrupção na Fifa e na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) atinjam o Ministério do Esporte. “Nós sabemos que o governo tem a política muito determinada dentro de critérios rigorosos. O ministério tem uma atuação dentro desse sentido. O que nós queremos é que nessas investigações a gente possa ter os devidos esclarecimentos de tudo”.

 

 

 
O ministro do Esporte negou que tenha ocorrido algum contato da CBF com o ministério, mas destacou que o assunto é de interesse do povo brasileiro e, por isso, é preciso acompanhar a evolução das apurações. “É importante acompanhar. É algo que diz respeito ao futebol, algo que diz respeito à paixão do povo brasileiro. Nós queremos acompanhar paulatinamente todas as ações que serão feitas a partir de agora”, destacou. Ao falar sobre a necessidade de o governo abrir investigações no Brasil, eles respondeu que, “por enquanto, não há possibilidade disso, não”.

 

 

 

O ministro também falou sobre o trabalho que o governo tem feito para melhorar a gestão dos clubes, como, por exemplo, a proposta que enviou ao Congresso Nacional tratando do assunto. “O governo já fez isso. Se antecipou e mandou uma proposta muito clara ao Congresso Nacional querendo que haja sobretudo por parte dos clubes do Brasil práticas de boa gestão, de transparência, de fairplay, de combate à gestão temerária. Portanto, o governo faz muito bem o seu papel, e a gente agora aguarda que o Congresso aprove essas medidas”, disse.

 

 

 

George Hilton participou em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, da abertura da reunião da Comissão Nacional de Prevenção da Violência para a Segurança nos Espetáculos Esportivos.

 

 

 

 

O grupo, composto por integrantes dos ministérios do Esporte e da Justiça e a participação da sociedade civil, incluindo representantes de torcidas organizadas, debate medidas para melhorar a segurança nos estádios e desenvolver ações articuladas de diversos órgãos para a cooperação e troca de experiências.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Agência EBC