Paraolimpíadas Rio 2016 – Triatlo: Os primeiros medalhistas Paralímpicos da história do Triatlo são conhecidos

Martin Schulz é o primeiro medalhista da história do triatlo Paralímpico (Foto: Rio 2016/Gabriel Nascimento)
Martin Schulz é o primeiro medalhista da história do triatlo Paralímpico (Foto: Rio 2016/Gabriel Nascimento)

 

 

Atletas de Alemanha, Grã-Bretanha e Países Baixos conquistaram as primeiras três medalhas de ouro do triatlo na história dos Jogos Paralímpicos. A modalidade, que entrou para o programa no Rio 2016, teve as provas masculinas disputadas neste sábado (10), em Copacabana. As três provas femininas estão marcadas para o domingo, a partir das 10h.

 

 

 

Na classe PT4, o alemão Martin Schulz, tricampeão mundial, teve que se superar depois de fechar os 750m de natação em quarto lugar. Para compensar, ele realizou o “os melhores 20km de ciclismo da carreira”, em suas próprias palavras. E depois ainda encarou duríssimos 5km de corrida. O vencedor terminou a prova 28 segundos à frente do canadense Stefan Daniel, medalhista de prata, enquanto o espanhol Jairo Ruiz ganhou o bronze.

 

 

 

“É o melhor dia da minha carreira como atleta, a melhor sensação que eu já senti nos metros finais de uma prova. Foi emocionante”, disse Schulz.”Tudo dos anos que passaram, todos os sentimentos, todo o apoio da minha família e amigos e todo o treino duro… tudo veio de volta à minha mente. Ainda não consigo acreditar”.

 

 

 

 
O britânico Andrew Lewis mstrou determinação semelhante na classe PT2, depois de também ficar para trás na natação. Ele reagiu no ciclismo e sobretudo na corrida para conquistar o terceiro grande título de sua carreira, depois de conquistar os campeonatos europeu e mundial.

 

 

 

 

“Pensei que estava sonhando, não conseguia perceber que era real”, disse Lewis. “Eu percebi que poderia vencer na corrida. Eu vi meus concorrentes à minha frente e soube que poderia chegar, que poderia alcança-los. Aí, foi só mantê-los à vista”, prosseguiu o britânico, que ficou 41 segundos à frente do italiano Michele Ferrarin, seguido pelo marroquino Mohamed Lahna.

 

 

 

 

O ouro na classe PT1 foi para Jetze Plat, dos Países Baixos. Diferente dos outros dois medalhistas, ele dominou a prova desde o início e venceu com bons dois minutos de vantagem sobre o segundo colocado, o compatriota Geert Chipper. O italiano Giovanni Achenza levou o bronze.

 

 

 

 

“É incrível conquistar isso”, disse Plat, que na plateia teve até a Princesa Margareth, da família real de seu país. “Tinha muita gente torcendo e dando apoio. Foi incrível. Havia muitos torcedores do meu país, minha família estava lá, minha namorada… Foi muito bom mesmo”.

 

 

 

 

Quem não subiu ao pódio foi o australiano Bill Chaffey, pentacampeão mundial. Ele, porém, se disse feliz da mesma forma. “Levantei a bandeira deste esporte por muito tempo, bem antes de se tornar Paralímpico”, afirmou. “Adoro o treino, adoro o esporte, acredito que é o melhor esporte do mundo. Ter o triatlo aqui nos Jogos é fantático. E estou muito feliz por ter minha família acompanhando das arquibancadas”.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes da Rio 2016