Paraolimpíadas Rio 2016 – Halterofilismo: Evânio Rodrigues leva a prata e ganha medalha inédita no halterofilismo nas Paralimpíadas Rio 2016

Evânio Rodrigues vibra com a prata inédita no halterofilismo (Foto: Twitter/CPB)
Evânio Rodrigues vibra com a prata inédita no halterofilismo (Foto: Twitter/CPB)

 

Pela primeira vez na história, o Brasil tem um medalhista Paralímpico no halterofilismo. O autor do feito é o baiano Evânio Rodrigues, de 32 anos, que ganhou a prata na categoria até 88kg nesta terça (13) no Pavilhão 2 do Riocentro.

 

 
“Essa medalha estava faltando. É um sonho tê-la conquistado. Foi preciso treinar muito e ter muito foco para não permitir que a adrenalina me atrapalhasse. Quando é minha vez de ir para o banco, não via mais nada além da barra. Fiquei muito tempo longe da minha família por esse objetivo e hoje fui recompensado”, comentou o brasileiro.

 

 

 
Evânio ergueu 210kg na segunda de suas três tentativas na final. A marca foi a mesma do mongol Sodnompiljee, que ficou com o bronze por ter peso corporal superior ao do brasileiro (87,53kg contra 86,35kg. O ouro foi para Mohammed Khalaf, dos Emirados Árabes Unidos, que levantou 220kg em sua segunda tentativa.

 

 

 
Esta foi a primeira participação de Evânio nos Jogos Paralímpicos. O baiano, que começou no esporte em 2008, ficou em sexto lugar no Mundial de 2014 em sua categoria atual e ganhou o ouro nos Jogos Parapan-Americanos Toronto 2015 na categoria até 80kg.

 

 
Da Redação com informações provenientes da Rio 2016