Olimpíadas Rio2016: Yelena Isinbayeva recorrerá ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra o COI

Yelena Isinbayeva recorrerá ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra o COI
Yelena Isinbayeva recorrerá ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra o COI

 

A bicampeã olímpica de salto com vara Yelena Isinbayeva recorrerá ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos contra a decisão de excluir a equipe da Rússia de atletismo dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

 

 

 

O anúncio sobre a ação foi feito nesta segunda-feira pelo técnico da atleta russa, Yevgueni Trofimov, em entrevista à Agência “R-Sports”, depois de que o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter ratificado ontem a decisão da Associação Internacional de Atletismo (IAAF) de banir a equipe russa devido ao escândalo de doping.

 

 

 

 

“Após o ocorrido, Yelena recorrerá ao Tribunal de Direitos Humanos de Estrasburgo, porque para ela e toda a equipe a decisão não está de acordo com o direito”, disse o treinador.

 

 

 

 

Trofimov acrescentou que mais surpreendeu Isinbayeva foi a reação das autoridades russas à decisão do COI de delegar as federações internacionais a responsabilidade de autorizar ou negar a participação de atletas russos nos Jogos do Rio.

 

 

 

 

“Deram de ombros e isso foi tudo”, disse o técnico.

 

 

 

O ministro de Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, agradeceu ontem ao COI por não excluir toda a equipe olímpica da Rússia dos Jogos.

 

 

 

 

“Estamos agradecidos ao Comitê Olímpico Internacional pela decisão que tomou sobre o time nacional da Rússia, que se preparou para competir no Rio de Janeiro”, disse Mutko.

 

 

 

 

A Agência Mundial Antidoping (Wada) tinha recomendado que o COI vetasse a participação da Rússia dos Jogos do Rio, após a divulgação de um relatório independente, que denunciou a existência no país de um sistema de doping controlado pelo governo.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes de Agências Internacionais