NBA – Draft 2019: A revelação Zion Williamson que é comparado a LeBron James fará sua temporada de estreia na NBA pelo New Orleans Pelicans

A revelação Zion Williamson que é comparado a LeBron James fará sua temporada de estreia na NBA pelo New Orleans Pelicans – Imagem: Divulgação/NBA

 

Zion Williamson, nascido em 6 de julho de 2000, considerado um fenômeno do basquete universitário e comparado por alguns especialistas da NBA a LeBron James, Blake Griffin e Charles Barkley.

 

Draft 2019

 

 

Zion foi o primeiro a ser escolhido no Draft 2019 da NBA, sendo recrutado pelo New Orleans Pelicans na noite da última quinta-feira (21), assim se tornando oficialmente um jogador da NBA.

 

 

 

Comparado incansavelmente por comentaristas americanos a LeBron James, Zion encarará a sua primeira temporada na Liga de Basquete do Mundo como peça principal de um staff completamente jovem e talentoso, que contará também com Brandon Ingram, Lonzo Ball, Josh Hart e possivelmente a permanência de Julius Randle, além de Jrue Holiday.

 

 

Zion Williamson – Foto: Divulgação NBA

Assim que Williamson subiu ao palco em seu terno branco creme, puxou um boné de pelicanos e abraçou o comissário da NBA Adam Silver, ele deixou a emoção falar mais alto.

 

 

Seu status de melhor jogador de basquete universitário e sua posição de draft haviam sido estabelecidas meses atrás. Não havia nenhum novo mistério sobre quando seu nome seria chamado por Silver no pódio. E ainda, quando o primeiro microfone da ESPN foi cutucado na frente dele, com sua mãe Sharonda Sampson ao seu lado, o grandalhão se emocionou.

 

 

Ele engasgou e piscou para conter as lágrimas, mas não conseguiu conter a emoção, e revelo: “Minha mãe sacrificou muito por mim”.

 

 

“Eu não estaria aqui sem minha mãe. Ela fez tudo por mim. Eu só quero agradecer a ela, disse Williamson.

 

 

Várias entrevistas e talvez 20 minutos depois, Williamson explicou como o segredo terrivelmente mantido de sua seleção No. 1 poderia desencadear sua resposta.

 

 

“Porque eu amo o jogo de basquete”, disse ele. “Você pode ouvir as pessoas dizendo coisas como ‘Ah, era provável que eu fosse o número 1’. Mas eu acho que você não sabe até que você realmente passe por isso.

 

 

David Griffin, o novo vice-presidente de operações de basquete dos pelicanos, esperava que a chegada de Williamson pudesse convencer Davis a ficar. Quando isso não aconteceu, Griffin rapidamente mudou para o Plano B, organizando para trocar o grande homem descontente com o Los Angeles Lakers em um acordo que não será oficial até julho.

 

 

Williamson teve uma média de 22,6 pontos, 8,9 rebotes e 1,8 bloqueios em 30 minutos para os Blue Devils, enquanto fazia 68 por cento dos seus chutes. Ele e o companheiro Top 10 escolhe RJ Barrett (Nova York, No. 3) e Cam Reddish (Atlanta, No. 10) ajudou Duke a alcançar o Elite Eight, com Williamson ganhando o MVP do Torneio ACC ao longo do caminho.

 

 

Ele não é um jogador perfeito – seu arremesso e alcance precisam de trabalho – mas ele já está trabalhando para complementar seu repertório de transição e baixo nível. Defensivamente, Williamson tem o motor e a mobilidade para trocar atribuições e mãos rápidas para desalojar a bola sem sujar. Como um rebote, sua verticalidade é correspondida por, bem, sua horizontalidade no controle do espaço aéreo acima e ao redor dele.

 

 

 

“Seu tamanho, sua capacidade atlética, seu poder é visível”, disse o ex-treinador do St. John e membro do Hall of Fame Naismith, Chris Mullin. “Mas para mim a velocidade dele é realmente incrível de ponta a ponta”, é oque revelou David Griffin.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da NBA