Liga das Nações Masculina de Vôlei 2019 – Fase Final/Chicago: Brasil vence o Irã no tie-break e agora encara os Estados Unidos na Semifinal.

Brasil comemora a classificação para as semifinais do VNL 2019 – Imagem: FIVB

 

O Brasil foi o último time a se classificar para as semifinais da Liga das Nações de Voleibol de 2019 na sexta-feira, quando derrotou o Irã em um empolgante 3-2 (25-20, 25-23, 24-26). , 20-25, 15-10) encontro.

 

 

Depois de três dias de ação no Credit Union 1 Arena, em Chicago, os quatro semifinalistas foram confirmados quando o Brasil se juntou aos anfitriões EUA, Rússia e Polônia na penúltima etapa da competição. No segundo jogo do dia, os anfitriões dos EUA derrotaram a Rússia para reivindicar a liderança do Grupo A, à frente das semifinais, no sábado.

 

 

2019 Liga das Nações de Voleibol da FIVB – Semifinais em 13 de julho:
Polônia-Rússia às 17h00, horário local
EUA-Brasil, às 20h, hora local

 

 

No primeiro encontro do dia, o Brasil entrou na partida com a derrota de cinco sets para a Polônia na quarta-feira, enquanto o Irã foi derrotado pela mesma equipe na quinta-feira.

 

 

Centro de jogos: Brasil-Irã

 

 

Em um jogo de oposição ao melhor marcador da competição, Amir Ghafour do Irã, e seu atacante mais eficaz, Ricardo Luccarelli do Brasil, e uma riqueza de talentos em ambos os lados da rede, as equipes que terminaram respectivamente primeiro e segundo do Preliminar Rodada da competição não decepcionou uma multidão entusiasmada.

 

 

O Irã marcou o primeiro ponto da partida com o arrebatador aplauso de uma torcida partidária, mas o Brasil rapidamente encontrou os dois primeiros sets.

 

 

O Irã retornou à quadra no terceiro set, no entanto, assumindo uma vantagem de quatro pontos em 5-1 e se manteve em vantagem até o Brasil empatar em 22 a 22. Não foi o suficiente para reverter o ímpeto da equipe iraniana, no entanto, como eles alegaram o conjunto 26-24.

 

 

Os homens do treinador Igor Kolakovic continuaram a aumentar a pressão no quarto set, construindo metodicamente o seu terceiro momento. O quadro começou onde o anterior parou com as duas equipes trocando pontos. Quando Purya Fayazi fez uma escavação de panqueca para levar seu time para 23 a 20, o Irã parecia imparável. E de fato foi logo em 25-20 a favor da equipe asiática com um tiebreaker ansioso.

 

 

 

O Brasil levou o primeiro ponto, em sinal do que está por vir. Os sul-americanos tiraram a magia quando contaram mais para passar para 11-9 e chegar ao ponto de partida em 14-10. Um bloco de Yoandy Leal selou a partida para o Brasil no final de cinco sets de voleibol de tirar o fôlego.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações da FIVB