Liga das Nações Masculina de Vôlei 2019 – Fase Final/Chicago: Brasil e Irã duelam por uma vaga nas Semifinais da Liga das Nações de Vôlei 2019.

Brasil e Irã duelam por uma vaga nas Semifinais da Liga das Nações de Vôlei 2019. – Foto: Arquivo

 

 

Amir Ghafour pode ser chave para o sucesso do Irã contra o atual campeão olímpico Brasil quando as duas equipes se encontrarem na final da Liga das Nações de Voleibol da FIVB em Chicago na sexta-feira. Atualmente é o maior pontuador da competição com um total de 230 pontos em seu nome.

 

 

O Irã e o Brasil perderam seus jogos de estréia da fase final do Grupo B contra um time jovem, mas conquistador da Polônia, e jogam na sexta-feira para decidir qual time se une à seleção européia nas semifinais, no sábado.

 

 

 

Estatísticas antes da partida:

Brasil – Irã (12 de julho de 2019)

 

Cabeça a cabeça

  • – O Brasil tem um recorde do W12-L3 contra o Irã em grandes competições mundiais (Liga das Nações de Voleibol da FIVB, Jogos Olímpicos, Campeonato Mundial, Copa do Mundo, Liga Mundial e Copa dos Campeões).
  • – O Brasil venceu os dois jogos da Liga das Nações de Voleibol contra o Irã por 3 a 2, inclusive em 7 de junho de 2019, quando empatou em 31 a 31 no quarto set e depois venceu por 15 a 10 no último set.
  • – Ricardo Lucarelli Souza (20) e Seyed Mohammad Mousavi Eraghi (19) foram os maiores goleadores da equipe no encontro de 3 a 2 de 7 de junho.
  • – O Brasil venceu as últimas seis partidas contra o Irã em nível mundial, desde a derrota por 3 a 1 na Liga Mundial de 2014.
  • – Todas as três vitórias do Irã sobre o Brasil foram vitórias na Liga Mundial de 2014, por todas as pontuações possíveis – 3 a 0, 3 a 2 e 3 a 1.
  • – O vencedor desta partida vai se juntar à Rússia, Estados Unidos e Polônia nas semifinais deste ano.

 

Brasil

  • – O Brasil pode se tornar o primeiro time masculino a vencer todas as principais competições mundiais pelo menos uma vez, vencendo a Liga das Nações de Voleibol de 2019.
  • – O Brasil terminou em quarto lugar no VNL 2018, perdendo a medalha de bronze por 3 a 0 para os EUA.
  • – O Brasil perdeu por 3 a 2 para a Polônia em sua mais recente partida do VNL, encerrando uma série de oito vitórias consecutivas na competição.
  • – O Brasil pode perder sucessivos jogos pela primeira vez pela primeira vez desde a derrota na semifinal e na decisão do terceiro lugar no 2018 VNL.
  • – Ricardo Lucarelli Souza (178) e Yoandy Leal Hidalgo (174) são os maiores artilheiros do Brasil no VNL 2019.
  • – Com 151 picos de 262 tentativas (57.63%), Lucarelli Souza está entre os melhores atacantes na competição deste ano.
  • – A Thales Hoss está entre os melhores recebedores do torneio com uma eficiência de 26,52%.

 

Irã

  • – O Irã pode ganhar seu primeiro troféu em uma grande competição mundial. Ganharam sete troféus asiáticos – Asian Championship (2), Asian Games (2), Asian Cup (3).
  • – O Irã perdeu seus dois últimos jogos da Liga das Nações de Vôlei, 3 x 0 contra os Estados Unidos e 3 x 1 contra a Polônia. Eles podem perder três jogos VNL sucessivos pela primeira vez.
  • – Amir Ghafour ganhou 22 pontos na derrota por 3 a 1 contra a Polônia, superando o japonês Yuji Nishida (219) como artilheiro da temporada no VNL, com 230 pontos.
  • – Ghafour é o único homem com 200 pontos de picos. Sua taxa de sucesso em picos de 56,50 também está entre as melhores da competição neste ano.
  • – Apenas Ilyas Kurkaev, da Rússia, e Graham Vigrass, do Canadá, com 30, conquistaram mais pontos em blocos de material do que Seyed Mohammad Mousavi Eraghi (28).
  • – Mir Saeid Marouflakrani é atualmente o melhor levantador da competição com uma média de 8,04 por set.

 

Da Redação com informações provenientes da FIVB