Judô: A campeã olímpica Rafaela Silva e Marcelo Contini caíram em suas primeiras lutas e agora miram na competição por equipes.

A campeã olímpica Rafaela Silva e Marcelo Contini caíram em suas primeiras lutas e agora miram na competição por equipes. – Foto: CBJ

 

Os dois brasileiros que competiram no terceiro dia do Mundial de Judô em Budapeste não avançaram ao bloco final de disputas. A campeã olímpica Rafaela Silva e Marcelo Contini caíram em suas primeiras lutas para dois adversários duros medalhistas olímpicos. Mas, não é o fim da linha para os dois. Ambos ainda participarão da disputa por equipes mistas, que acontecerá no dia 3, na Laszlo Papp Arena.

 

 

Marcelo Contini foi o primeiro brasileiro a se apresentar no shia jo nesta quarta-feira, dia 30. Ele encarou o georgiano Lasha Shavdatuashvili na primeira rodada e acabou se despedindo da competição após levar três punições, o que resulta em desclassificação do combate. A luta seguia equilibrada, com os dois atletas se estudando bastante. Nos primeiros minutos, cada um levou dois shidos e, faltando 47 segundos para o fim do combate, Contini recebeu a terceira punição por evitar “esconder” a manga para evitar a pegada do adversário.

 

 

 

“Uma luta tão igual assim ser decidida pela arbitragem com punições, é difícil. Eu me preparei o ano inteiro para essa competição. Mas, o trabalho não pode ser definido por uma competição. Quem conhece a minha trajetória sabe o quanto batalhei para estar aqui e representar meu país da melhor maneira possível. Peço desculpas a quem depositou confiança em mim, à minha família”, lamentou o brasileiro “O Lasha é um dos grandes atletas da categoria, com duas medalhas olímpicas, sempre entra em qualquer competição brigando por medalha, mas eu já ganhei dele. Não foi hoje pelo detalhe. Agora é voltar e trabalhar mais”, completou.

 

 

 

Em sua sétima participação em Campeonatos Mundiais, o primeiro depois do título olímpico no Rio, Rafaela encarou a experiente Telma Monteiro, de Portugal, no primeiro combate. Medalhista de bronze no Rio, Telma conseguiu, em um contra-golpe, pontuar por waza-ari. Rafaela respondeu com uma chave de braço, mas a portuguesa resistiu e venceu a disputa, avançando às oitavas.

 

 

Na quinta-feira, 31, o Brasil terá mais três brasileiros em ação: o medalhista de bronze em Astana 2015, Victor Penalber (81kg); o estreante em Mundiais, Eduardo Yudi (81kg); e a medalhista olímpica em Pequim 2008, Ketleyn Quadros (63kg).

 

 

 

Veja a agenda do Mundial de Judô – Budapeste 2017:

 

31/08

VICTOR PENALBER (81KG)
EDUARDO YUDI SANTOS (81KG)
KETLEYN QUADROS (63KG)

 

 

01/09

MARIA PORTELA (70KG)
MAYRA AGUIAR (78KG)
SAMANTA SOARES (78KG)

 

02/09

LUCIANO CORRÊA (100KG)
DAVID MOURA (+100KG)
RAFAEL SILVA (+100KG)
MARIA SUELEN ALTHEMAN (+78KG)

 

03/09

MUNDIAL POR EQUIPES MISTAS

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da CBJ