Jogos Pan-americanos de Toronto 2015: Marcelo Suartz passa a fase decisiva do Torneio Individual de Boliche no Pan 2015

Marcelo Suartz  terminou em quarto lugar e busca conquistar sua segunda medalha em Toronto
Marcelo Suartz terminou em quarto lugar e busca conquistar sua segunda medalha em Toronto

 

 

 

Marcelo Suartz é um paulista de 27 anos que estuda marketing e tem dois sonhos. O primeiro pode tornar-se realidade neste sábado, 25 de julho, quando disputará a fase final do torneio individual do boliche no Pan Toronto 2015. Marcelo poderá assegurar sua segunda medalha na competição, já que conquistou o bronze em Guadalajara 2011. O segundo ideal do atleta está um pouco mais longe. Em agosto do ano que vem será decidido se o esporte fará parte da programação dos Jogos Olímpicos de 2020, no Japão.

 

 

Nesta sexta-feira, 24 de julho, a duas provas do término da fase classificatória, Marcelo ocupava a sétima posição, empatado com Cristian Azcona, de Porto Rico. Mas o brasileiro mostrou porque domina o boliche no país e é o atual campeão sul-americano. Ele terminou o dia na quarta colocação – classificaram-se os oito mais bem colocados para a fase decisiva. Marcelo somou 2.611 pontos, e segue como um dos candidatos à medalha neste sábado.

 

 

 

 

Dos oito jogadores classificados e que jogarão durante a manhã, apenas os quatro melhores decidirão as medalhas nas partidas que acontecerão à tarde. Para chegar à fase decisiva, Marcelo permaneceu na “bolha”, isto é, em uma posição intermediária embolado com muitos adversários.

 

 

 

“Estava com o mental bom, uma boa estratégia também e atento aos detalhes. Me preparei bem para ir à final”, explicou.

 

 

 

 

O Brasil esteve representado nessa fase classificatória individual por mais três jogadores. Charles Robini ficou em 14º lugar, com 2.404 pontos. No feminino, Roberta Rodrigues terminou na 17ª posição (2.328 pontos) e Stephanie Martins na 19ª colocação (2.318).

 

 

 

 

“Tenho o sonho de jogar uma Olimpíada. Isso poderá significar a evolução do esporte no Brasil. Acredito que as chances sejam grandes. Estive recentemente no Japão e tive um feedback bem bacana”, afirmou Marcelo.

 

 

 

 

O boliche já fez parte dos Jogos Olímpicos. Em Seul, em 1988, Walter Costa representou o Brasil na categoria masculina, após uma seletiva que definiu representantes de apenas 12 países. Na ocasião, a modalidade foi esporte de exibição.

 

 

 
Fonte: Da redação com informações de Agências de Notícias e www.cob.org.br