Jogos Olímpicos Rio 2016 – Vôlei de Praia: Alison e Bruno Schmidt vencem os Italianos e conquistam a medalha de Ouro no Vôlei de Praia para o Brasil.

Alison e Bruno recolocam o Brasil no topo do pódio do vôlei de praia - Foto: Divulgação/Alaor Filho/Exemplus/COB
Alison e Bruno recolocam o Brasil no topo do pódio do vôlei de praia – Foto: Divulgação/Alaor Filho/Exemplus/COB

 

 

Após 12 anos, quando subiu ao lugar mais alto do pódio com Ricardo e Emanuel em Atenas 2004, o Brasil voltou a conquistar uma medalha olímpica de ouro no vôlei de praia masculino. Na grande final disputada debaixo de chuva fina já na madrugada desta sexta-feira, dia 19 de agosto, na Arena de Copacabana, Alison e Bruno Schmidt derrotaram os italianos Paolo Nicolai e Daniele Lupo por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17) e conquistaram o ouro nos Jogos Rio 2016.

 

 

 

Atual líder do ranking da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), a dupla brasileira confirmou seu favoritismo em cima de Nicolai e Lupo, que ficaram em quinto lugar nos Jogos Londres 2012. Os italianos começaram forçando o saque em cima de Bruno Schmidt, mas a estratégia não adiantou. O Brasil venceu o primeiro set por 21 a 19.

 

 

 

 

No segundo, Nicolai e Lupo até conseguiram equilibrar o jogo, mas não foram páreo para os brasileiros, que venceram por 21 a 17 e fecharam a partida em 2 sets a 0. Prata em Londres 2012, Alison ressaltou que a dupla foi amadurecendo durante a competição. “Superamos muitas dificuldades ao longo da caminhada. Discordamos, concordamos, mas nunca deixamos de acreditar um no outro”, disse o Mamute.

 

 

 

 

Já Bruno Schmidt, eleito melhor jogador do Circuito Mundial de Vôlei de Praia em 2015, estava muito emocionado. Ele fez um agradecimento especial ao pai, Luiz Felipe Schmidt. “Eu quis parar de jogar por três vezes e ele não deixou. Estou há 15 dias sem dormir direito, pois vou deitar às 3h e já acordo às 5h. Nunca senti tanta pressão na minha vida. Mas hoje tudo isso valeu a pena”, ressaltou Bruno.

 

 

 

 

A campanha

 

 

 

 

O caminho não foi fácil. Para chegar ao ouro, Alison e Bruno Schmidt jogaram seis partidas. Na fase de grupos, duas vitórias e uma derrota. De lá para cá, duelos complicados, mas todos terminando com vitórias cheias de garra e superação – vale lembrar que Alison machucou o tornozelo. A final e a coroação não poderiam acontecer de outra maneira. Agora só resta comemorar. Eles merecem.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes do COB