Jogos Olímpicos Rio 2016 – Vela: China, Croácia, França e Grã-Bretanha lideram após primeiro dia da vela

A frota da Classe Laser no cartão postal do Rio de Janeiro - Foto: Divulgação?Getty Images/ Clive Manson
A frota da Classe Laser no cartão postal do Rio de Janeiro – Foto: Divulgação?Getty Images/ Clive Manson

 

 

Sob tempo nublado, os barcos das classes RS:X, Laser e Laser Radial foram para a água nesta segunda (8) e abriram a competição de vela dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Após dez regatas na Baía de Guanabara, atletas da China, da Croácia, da França e da Grã-Bretanha lideram a classificação na Marina da Glória.

 

 
Na classe Laser, o bicampeão Olímpico Robert Scheidt venceu a segunda regata, mas foi mal na primeira e terminou o dia na sétima posição com 24 pontos perdidos. O líder é o croata Tonci Stipanovic, que perdeu seis pontos, assim como o argentino Julio Alsogaray, que está em segundo lugar.

 

 

 

 

“Senti todos os atletas muito ansiosos, afinal é o primeiro dia de uma grande competição. A partir das primeiras regatas, todos vão entrar no clima e velejar da maneira que estão acostumados. Os atletas que ficaram entre os dez primeiros nas duas regatas ganharam confiança, mas ainda tem muita coisa pela frente. É muito cedo para falar em pontuação”, comentou o brasileiro.

 

 

 

 

 

Duas regatas também foram realizadas na Laser Radial, que tem a chinesa Lijia Xu na liderança, com sete pontos perdidos. O segundo lugar é da holandesa Marit Bouwmeester, que perdeu onze pontos, três a menos que dinamarquesa Anne-Marie Rindom. Representante do Brasil na classe, Fernanda Decnop fechou o primeiro dia em 15º lugar, com 34 pontos perdidos.

 

 

 

 

Na RS:X masculina, a liderança é do britânico Nick Dempsey, prata em Londres 2012, que perdeu apenas dois pontos em três regatas. O segundo colocado é o holandês Dorian van Rijsselberghe, com quatro, mesma pontuação do grego Vyron Kokkalanis. Ricardo Winicki, o Bimba, é o sétimo, com 13 pontos perdidos.

 

 

 

 
Na RS:X feminina, a francesa Charline Picon, campeã mundial em 2014, lidera a classificação após três regatas, com apenas dois pontos perdidos, seguida pela russa Stefaniya Elfutina, que perdeu cinco, e pela italiana Flavia Tartaglini, com seis. A brasileira Patrícia Freitas perdeu dez pontos e está em sexto lugar.

 

 

 
Na terça, começa a competição da classe Finn, a partir das 13h. Doze regatas estão previstas na programação do dia.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes do Rio 2016