Jogos Olímpicos Rio 2016 – Luta Olímpica: Brasileiras são eliminadas na luta olímpica

Gilda Oliveira ficou em oitavo lugar no estilo livre, assim como Rosângela Machado em Pequim 2008 - Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB
Gilda Oliveira ficou em oitavo lugar no estilo livre, assim como Rosângela Machado em Pequim 2008 – Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB

 

No primeiro dia da luta olímpica feminina dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Gilda Oliveira igualou o resultado obtido por Rosângela Machado em Pequim 2008. Gilda encerrou sua participação em oitavo lugar na categoria até 69kg do estilo livre. Por sua vez, Joice Silva foi derrotada na estreia por Aisulee Tynybskova, do Quirguistão, na categoria até 58kg, por 11 a 8.

 

 

 

Gilda foi a primeira a entrar no tapete e estreou vencendo Ilana Kratysh, de Israel, por 6 a 2, nas oitavas de final. Na luta seguinte, valendo vaga nas semifinais, a brasileira perdeu para Enas Mostafa, do Egito, por 5 a 1. Com a derrota, Gilda passou a torcer para que a egípcia chegasse à decisão para manter suas chances de continuar na busca pela medalha de bronze na repescagem. Mas Enas Mostafa acabou perdendo para a russa Natalia Vorobeva, nas semifinais.

 

 

 

 

“Foi uma honra ter participado dos Jogos Olímpicos, ainda mais em casa e contando sempre com o grito da torcida na vitória e na derrota. Fiquei muito feliz com o incentivo e agradeço muito. Infelizmente não consegui o resultado que eu gostaria, que era ser campeã. Agora é seguir em frente e já começo a pensar em 2020. Creio que, tecnicamente, o Brasil evoluiu bastante e acho que com essa participação nos Jogos Olímpicos a tendência é evoluir ainda mais. Toda competição a gente adquire uma experiência diferente e essa vai somar”, disse Gilda.

 

 

 

 

Joice também ficou na torcida pela atleta do Quirguistão para seguir na repescagem. Porém, Aisulee Tynybskova foi derrotada pela russa Koblova Zholobova.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes do COB