Jogos Olímpicos Rio 2016 – Boxe: Uzbequistão leva dois ouros na despedida do boxe

Uzbequistão leva dois ouros na despedida do boxe
Uzbequistão leva dois ouros na despedida do boxe

 

 

O Uzbequistão foi o destaque do último dia de disputas do boxe nos Jogos Rio 2016. O país asiático ganhou duas das quatro medalhas de ouro em disputa no domingo (21) no Pavilhão 6 do Riocentro. Estados Unidos e França também subiram ao topo do pódio.

 

 

 

No peso mosca (até 52kg) masculino, a vitória foi de Shakhobidin Zoirov, que superou o russo Misha Aloian por pontos. O venezuelano Yoel Finol e o chinês Jianguan Hu ficaram com os bronzes.

 

 

 

 

“Eu tinha um sonho, que era ser campeão Olímpico. Era o meu objetivo e fiz tudo que podia para alcança-lo. Agora estou muito feliz por ter tornado meu sonho uma realidade. Dedico essa medalha ao Uzbequistão e a toda a população do país”, comentou o pugilista

 

 

 

 

A outra vitória uzbeque na noite veio no peso médio-ligeiro (até 64kg), com Fazliddin Gaibnazarov, que superou Lorenzo Collazo, do Azerbaijão, por pontos. Artem Harutyunyan, da Alemanha, e Vitaly Dunaytsev, da Federação da Rússia, ganharam o bronze.

 

 

 
No único combate feminino do dia, pelo peso médio (até 75kg), o ouro foi para a americana Claressa Shields, que chegou ao bicampeonato Olímpico. Nouchka Fontjin, dos Países Baixos, ficou com a prata e Qian Li, da China, e Dariga Shakimova, do Cazaquistão, ficaram com o bronze.

 

 

 

“Nem todo mundo tem a chance de ser campeã Olímpica um dia e eu tenho dois ouros. Não posso acreditar que consegui. Trabalhei tanto para chegar aqui”, disse a americana.

 

 

 

 

No superpesado masculino (acima de 91kg), o título ficou com o francês Tony Yoka, que superou o britânico Joe Joyce no combate decisivo. Filip Hrgovic, da Croácia, e Ivan Dychko, do Cazaquistão, completaram o pódio.

 

 

 

 
Da Redação com informações provenientes da Rio 2016