Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020: População Japonesa doará aparelhos eletrônicos sem uso para retirar os metais necessários para a confecção das Medalhas de 2020

População Japonesa doará aparelhos eletrônicos sem uso para retirar os metais necessários para a confecção das Medalhas de 2020

 

 

 

A população japonesa terá um papel importante nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020 desde o começo do ciclo olímpico. Pelo menos é isso que esperam os organizadores do maior evento esportivo do mundo. Na quarta-feira, dia 1º de fevereiro, os japoneses foram convidados a doar equipamentos eletrônicos sem uso para o Comitê Organizador. Esses aparelhos terão os metais (ouro, prata e bronze) retirados e usados na confecção das medalhas dos Jogos.

 

 

 

 

 

 

O projeto faz parte do compromisso dos Jogos Tóquio 2020 de envolver toda a nação japonesa e oferecer a todos a oportunidade de desempenhar um papel nos preparativos dos Jogos. Ele também responde diretamente à Recomendação 4 da Agenda Olímpica 2020, que afirma que a sustentabilidade deve ser integrada em todos os aspectos do planejamento e execução dos Jogos.

 

 

 

 

 

 

O Comitê Organizador pretende coletar até oito toneladas de metal, sendo 40kg de ouro, 4920kg de prata e 2944kg de bronze, que após o processo de produção resultará em duas toneladas, quantidade necessária para produzir as 5000 medalhas olímpicas e paraolímpicas dos Jogos Tóquio 2020.

 

 

 

 

 

 

Para alcançar sucesso, a diretoria executiva dos Jogos, em parceria com duas empresas, irá espalhar caixas de coleta em 2400 lojas da NTT DOCOMO e em escritórios públicos de todo o país através do Centro de Saneamento Ambiental. A arrecadação terminará quando a meta de oito toneladas for atingida.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do COB