Handebol: Seleção Brasileira Masculina de Handebol estreia no torneio Quatro Nações contra o Canadá.

Seleção Brasileira Masculina de Handebol estreia no torneio Quatro Nações contra o Canadá. - Foto: Cinara Piccolo/Photo&Grafia
Seleção Brasileira Masculina de Handebol estreia no torneio Quatro Nações contra o Canadá. – Foto: Cinara Piccolo/Photo&Grafia

 

A seleção brasileira masculina de handebol está pronta para a terceira edição do Torneio Quatro Nações. Os brasileiros irão enfrentar os times do Canadá, Chile e Cuba durante a competição nesta sexta-feira, sábado e domingo, no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). Os primeiros adversários da equipe da casa serão os canadenses, sexta, às 19h30. A partida será antecedida por Cuba e Chile, às 17h30.

 

 

 

Esta será a primeira competição que o Brasil disputa após os Jogos Olímpicos Rio 2016 e serve como preparação para o Mundial na França, em janeiro de 2017. Durante toda a semana, a seleção fez diversas atividades preparatórias para o torneio, como treinos físicos e com bola.

 

 

 

 

Para o treinador Washington Nunes, a maior dificuldade quando a seleção se reúne é ajustar o tempo dos atletas, mas depois de dois dias, a equipe já apresentou o entrosamento de sempre.

 

 

 

 

“Os treinos funcionaram de maneira crescente. Nós começamos na terça-feira (1) o treino efetivo com bola. Na verdade, essa é uma fase na qual temos que tentar fazer quase todos os conteúdos. Acho que essa nova formação, com os jogadores que eram da base agregados, já começou a dar o seu ar de jogo, de grupo. Essa é a melhor parte”, disse o técnico.

 

 

 

 

Washington está confiante para os jogos, mas ressalta que cada adversário tem uma característica diferente, e diz que enxerga a competição com um grau de dificuldade crescente.

 

 

 

 

“Vamos ter uma Seleção do Canadá, que é uma equipe que está em processo de crescimento. Cuba tem uma história boa e é um time fisicamente forte. E, por fim, pegamos o vice-campeão pan-americano, uma equipe realmente pronta, madura. O bacana é que esse jogo vai nos dar um norte interessante para o que faremos no Mundial”, comentou o treinador.

 

 

 

 

Fonte: Confederação Brasileira de Handebol