Futebol – Caso Neymar: Najila diz que vídeo que mostraria supostas agressões de Neymar estava em tablet furtado

Najila diz que vídeo que mostraria supostas agressões de Neymar estava em tablet furtado

 

 


A modelo Najila Trindade, que acusa o atacante Neymar de suposto estupro, disse à polícia de São Paulo que o vídeo que mostraria supostas agressões do craque estava em um tablet que teria sido furtado de seu apartamento.

 

 

 

A gravação foi feita no segundo encontro entre Najila e Neymar em um hotel de Paris, mas, até o momento, apenas um trecho de um minuto foi divulgado, mostrando a modelo discutindo e dando tapas no jogador.

 

 

 

Segundo a TV Globo, Najila disse, em depoimento à polícia, que o vídeo na íntegra estava em um tablet supostamente furtado de seu apartamento em São Paulo. De acordo com o portal UOL, uma perícia da Polícia Civil constatou sinais de arrombamento no imóvel, que foi isolado pelas autoridades.

 

 

 

Os investigadores, no entanto, encontraram apenas digitais de Najila e de sua empregada, segundo a TV Globo. Em seu depoimento, a modelo confirmou que foi a Paris para ter relações sexuais com Neymar, mas acabou desistindo porque ele estaria sem preservativo.

 

 

 

De acordo com ela, o atacante a segurou com força pelo quadril e fez sexo sem consentimento. O craque do Paris Saint-Germain, por sua vez, alega inocência e diz que a relação foi consensual. Ele ainda prestará depoimento sobre o caso e chegou a divulgar uma troca de mensagens com Najila para se defender, mas acabou motivando a abertura de um inquérito por vazamento de fotos íntimas.

 

 

 

Em depoimento no Rio de Janeiro relativo a essa segunda acusação, Neymar disse que a publicação de imagens da modelo foi causada por um erro de assessores. Anteriormente, no entanto, seu pai dera uma entrevista à TV Bandeirantes dizendo que preferia “um crime de internet a um crime de estupro”.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Ansa