Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018: Argentina e Brasil duelam em Buenos Aires em busca de afirmação nas Eliminatórias

Brasil x Argentina - Créditos: CBF
Brasil x Argentina – Créditos: CBF

 

 

Brasil e Argentina jogam nesta quinta-feira (12), às 22h, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. As duas seleções procuram afirmação nas eliminatórias, pois enquanto a seleção brasileira vem uma derrota e uma vitória, a equipe argentina conquistou apenas um ponto na competição.

 

 

A principal novidade no Brasil é o retorno do atacante Neymar, que cumpriu suspensão. O santista Lucas Lima falou da importância de ter o jogador do Barcelona em campo. “O Neymar fez falta nesses dois primeiros jogos, estamos felizes por sua volta. Dentro de campo ele dispensa comentários. A equipe deles terá mais atenção com o Neymar, e, com isso, acaba sobrando espaço para outros jogadores. Tentaremos aproveitar da melhor maneira possível”, declarou o meio-campista.

 

 

 

Apesar da certeza de ter Neymar de volta, Dunga não revelou quem serão os outros titulares. “Fiz algumas mudanças no treino e vamos optar pela formação que seja a mais adequada para enfrentar uma seleção das características e da força da Argentina”, desviou o treinador.

 

 

 

Mais frequente no campo ofensivo pelo Corinthians do que pelo Brasil, Elias acredita que isso não acontece por uma questão de posicionamento ou orientação de Dunga. “Claro que na seleção posso ajudar o ataque e buscar as jogadas de área. A diferença não está na maneira de jogar, mas, sim, no entrosamento. No Corinthians, treinamos todos os dias, enquanto na Seleção o máximo são dois ou três treinamentos”, explicou.

 

 

 

Argentina tenta superar desfalques

 

 

 

Os argentinos precisam se recuperar da derrota sofrida na estreia das Eliminatórias diante do Equador e do empate sofrido na última rodada contra o Paraguai. A principal ausência do time para este clássico, é a de Lionel Messi, que está lesionado.

 

 

 

Além dele, Agüero, Zabaleta e Garay, lesionados, não enfrentarão o Brasil e, recentemente, Tevez teve de ser cortado por conta de uma entorse no joelho esquerdo.

 

 

 

O jovem atacante Paulo Dybala, da Juventus, espera ganhar uma oportunidade com os desfalques, no que pode ser sua primeira participação em um Brasil e Argentina. “Daria até o que eu não tenho para entrar e fazer um gol no Brasil. Todos nós queremos jogar, mas são onze os que o Tata (Martino) elege e vão ser o que estão melhores. Esta partida tem que ganhar jogando, mas também com o coração”, disse o jogador ao diário Clarin.

 

 

 

Ficha técnica

 

 

 

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luis; Luiz Gustavo, Elias e William; Neymar, Ricardo Oliveira (Hulk) e Douglas Costa (William).
Técnico: Dunga.

 

 

Argentina: Romero; Gino Peruzzi, Demichelis, Otamendi e Rojo; Mascherano, Biglia e Pastore; Lavezzi, Higuaín e Di Maria.
Técnico: Tata Martino.

 

 

 

Árbitro: Antonio Arias (PAR);
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Milciades Saldívar (PAR);
Quarto árbitro: Ulises Mereles (PAR);
Local: Monumental de Nuñes, em Buenos Aires, Argentina;
Data: quinta-feira (12), às 22h.

 

 

Fonte: Da Redação com informações da EBC