Eliminatórias da Copa do Mundo 2018: Barcelona critica Fifa por suspender Lionel Messi

Barcelona critica Fifa por suspender Lionel Messi

 

A equipe do Barcelona criticou a decisão da Fifa de suspender o jogador argentino Lionel Messi por quatro jogos da seleção após o craque ter xingado o auxiliar brasileiro Emerson Augusto de Carvalho durante a partida contra o Chile pelas eliminatória da Copa do Mundo de 2018 na semana passada.

 

 

 

 

Em comunicado, o time espanhol afirmou que “expressa sua surpresa e indignação ante a atuação da equipe da comissão disciplinar da Fifa de sancionar o jogador Leo Messi, após o jogo classificatório da Copa do Mundo entre Argentina e Chile”. Segundo o Barcelona FC “o clube considera injusta e totalmente desproporcional a punição de quatro jogos finalmente imposta ao jogador argentino”.

 

 

 

 

 
A equipe catalã também reiterou que apoia o atacante argentino, “esportista exemplar por sua conduta dentro e fora dos gramados”. Além da suspensão, Messi terá que pagar uma multa de 10 mil francos suíços, o equivalente a R$31,8 mil. A Fifa decidiu punir o argentino por “insultar diretamente o árbitro assistente” mesmo sem que os xingamentos tenham sido registrados formalmente na súmula da partida.

 

 

 

 

 

Na última quinta-feira (23), o atacante do Barcelona se irritou com um uma marcação de falta do assistente e proferiu diversos xingamentos. Ao fim do jogo, ele ainda se recusou a cumprimentar o brasileiro. Messi só poderá defender a seleção argentina na última rodada das eliminatórias, no jogo contra o Equador, em Quito, no dia 10 de outubro. Sem o jogador, a seleção argentina já perdeu a partida contra a Bolívia de 2 a 0.

 

 

 

 

 
Da Redação com informações da ANSA