Eliminatórias Copa do Mundo da Rússia 2018: Seleção Brasileira Masculina de Futebol encara o Equador em Quito.

Tite estreia no comando da Seleção - Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Tite estreia no comando da Seleção – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

 

Após conquistar a inédita medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Brasil volta sua atenção para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018. Será a estreia do técnico Tite sob o comando da Seleção Brasileira, que busca derrubar um incômodo jejum de 33 anos sem vitória em Quito diante dos equatorianos. O confronto acontece nesta quinta-feira (01), às 18h do horário de Brasília.

 

 
Um dos jogadores que ganharam espaço com a camisa da seleção brasileira foi o volante Casemiro, que atualmente atua no Real Madrid (ESP). O jogador falou da importância da vitória para resgatar a confiança do selecionado verde-amarelo.

 

 

 
“O momento não é para dar espetáculo e sim para jogar e vencer. Temos que pensar jogo a jogo, primeiro em três pontos na quinta-feira, depois na Colômbia (adversária da próxima terça-feira, em Manaus). Só depois vamos pensar em dar espetáculo, fazer o que o povo brasileiro espera de nós. O momento é de vencer e ganhar três pontos”, comentou.

 

 

 

 

O jogador também falou do possível esquema tático, mais defensivo, adotado pelo técnico Tite. “O futebol está assim, qualquer equipe marca com todos atrás da linha da bola e sai forte. O Tite está fazendo o que o futebol manda. É o início do trabalho, tem que ter paciência, os jogadores têm que tentar correr pelo que ele está pedindo”, explicou.

 

 

 

 

Casemiro também falou do tabu de 33 anos sem vencer em Quito. “As estatísticas servem para tentarmos quebrar. Sabemos que o jogo será dificílimo, mas estamos concentrados e seguros de que as coisas vão sair bem. Chegamos no domingo para se adaptar à altitude e à velocidade da bola”, afirmou.

 

 

 

 

Por fim, o volante falou do atual momento de sua carreira. “Você amadurece com a idade, aprende, se adapta ao país. Mas eu diria que o Casemiro é o mesmo, querendo aprender, jogar futebol e ajudar os companheiros. É meu melhor momento, mas tento não me iludir com isso e nem deixar subir à cabeça, e sim manter os pés no chão. Quero aprender muito, seguir jogando. Hoje, no futebol, o jogador aprende alguma coisa todos os dias. Quero seguir melhorando e crescer”, concluiu.

 

 

 

Lado equatoriano

 

 

O técnico Gustavo Quinteros não poderá contar com o meio-campista Valência do Manchester United (ING). Além dele, um dos principais jogadores equatorianos é o meio-campista Noboa, que falou dos objetivos dos donos da casa. “Queremos ganhar seis pontos nos próximos dois jogos, primeiro para o Brasil nesta quinta-feira em Quito, pois estaremos com o apoio do nosso povo, temos que respeitar a nossa condição local e depois buscar mais três pontos em Lima contra o Peru , mas sempre pensando passo a passo “, concluiu.