Copa Sul-Americana 2019 – 2ª Fase: Com três gols de João Pedro, o Fluminense goleia o o Atlético Nacional por 4 a 1 na Sul-Americana

Com três gols de João Pedro, o Fluminense goleia o o Atlético Nacional por 4 a 1 na Sul-Americana – twitter/Fluminense

 

 

Três vezes João Pedro! Na noite desta quinta-feira (23), no Maracanã, o Fluminense contou com verdadeiro show do jovem atacante, que marcou três vezes e deu uma assistência no triunfo de 4 a 1 sobre o Atlético Nacional, no embate de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. O outro gol tricolor foi marcado por Luciano.

 

O resultado deixa o Fluminense em ótima situação para o jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira (29), na Colômbia. O time brasileiro pode perder por até dois gols de diferença que se garante na fase seguinte. O Atlético de Paulo Autuori se classifica se conseguir um 3 a 0, já que existe o critério do gol fora de casa. Caso devolva os 4 a 1, a partida vai para os pênaltis.

 

 

Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Fernando Diniz comemorou a evolução técnica que o Fluminense vem apresentando de um tempo para cá.

 

 

– Fico feliz por ganhar com consistência e com maturidade. E não é de agora. Tivemos contra o Santos, que jogamos bem mesmo na derrota. Assim como para suportar os 3 a 0 sofrido pelo Grêmio. Foi suportar o resultado adverso e manter a forma de jogar – destacou Diniz.

 

 

Paulo Autuori, brazuca treinador da equipe colombiana, garante que seu time não jogou a toalha. Ele acredita em um melhor desempenho do Atlético na Colômbia.

 

 

 

– A desvantagem não é pouca, mas a gente tem mais 90 minutos para virar esse jogo. Não vai ser fácil, mas vamos trabalhar para reverter. Não vamos ficar de braços cruzados esperando as coisas acontecerem – disse, em entrevista coletiva.

 

 

 

 

 

 

Avassalador, o Tricolor fez três gols em 11 minutos: João Pedro, aos dois e sete minutos, colocou o Flu já em boa vantagem. Depois, aos 11, Luciano marcou o terceiro do Fluzão, para delírio da torcida que foi em bom número ao Maracanã. O jogo ficou ainda mais movimentado, quando Barcos converteu pênalti assinalado pela arbitragem, aos 17 minutos. Acontece que o jovem João Pedro estava impossível. Ele, literalmente, era o gol em pessoa. Na marca dos 32 minutos, fez mais um, o terceiro dele e o quarto do Flu.
 

 

Da Redação com informações da CBF