Copa Libertadores 2018: Santos é derrotado pelo Real Garcilaso por 2 a 0 pela Libertadores.

Santos é derrotado pelo Real Garcilaso por 2 a 0 pela Libertadores. – Foto: Divulgação/Foto: Ivan Storti/SantosFC

 

O Santos sofreu com a altitude e estreou com derrota na Copa Libertadores na noite desta quinta-feira. O clube visitou o Real Garcilaso, do Peru, no estádio Garcilaso de La Veja, em Cusco, e perdeu pelo placar de 2 a 0.

 

 

 

 

O jogo foi válido pelo Grupo 6, que também conta com Nacional-URU e Estudiantes-ARG, que se enfrentaram na última quarta e empataram por 0 a 0. Com a derrota, o Santos larga na última posição da chave, com o Real Garcilaso terminando a primeira rodada como líder.

 

 

 

 

O Real Garcilaso entrou ligado em campo e abriu o placar logo aos 7 minutos de jogo, quando Vidales recebeu cruzamento sozinho na área e só empurrou para o fundo do gol. O Santos tentou uma reação rápida e chegou a levar perigo ao time peruano, mas a organização coletiva do time mandante fez com que a vantagem permanecesse até o intervalo.

 

 

 

 

 

O Santos voltou para a etapa final assustando em chute de Vecchio, mas não manteve a frequência ofensiva no decorrer do confronto. Enquanto o time brasileiro chegava pouco ao campo de ataque, os mandantes conseguiram administrar a vantagem. Já na reta final, aos 43 minutos, Ramúa arriscou um chute de fora da área e fez 2 a 0 para o Real Garcilaso, decretando a vitória.

 

 

 

 

O Santos voltará a campo já no próximo domingo para fazer clássico contra o Corinthians, às 17h, no estádio Pacaembu, pela 10ª rodada do Paulistão Itaipava. A estreia do clube paulista em casa acontecerá na quinta-feira, dia 15 de março, contra o Nacional, também no Pacaembu.

 

Ficha Técnica: Real Garcilaso 2 x 0 Santos FC

 

Local: Estádio Garcilaso de la Vega, em Cuzco (PER), às 19h15 (Horário de Brasília);
Árbitro: Gery Vargas (BOL);
Auxiliares: José Antelo (BOL) e Juan P. Montaño (BOL);
Cartões amarelos: Vecchio, Lucas Veríssimo e Vitor Bueno (SFC); Dulanto (RG);
Gols: Vidales, aos 9 do 1ºT, e Ramuá, aos 43 do 2ºT (RG).

 

 

Santos FC: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota (Arthur Gomes); Alison, Renato e Vecchio (Vitor Bueno); Eduardo Sasha (Rodrygo), Gabriel Barbosa e Copete. Técnico: Jair Ventura.

 

 

 

Real Garcilaso: Morales; Arismendi, Kontogiannis, Dulanto e Santillán; Luis Álvarez, Luis García (Archimbaud), Vidales (Fernando Pérez), Ramúa e Landauri (Cóssio); Franco. Técnico: Óscar Ibáñez.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da FPF