Copa do Mundo de Beach Soccer 2015: Brasil enfrenta Rússia nesta quinta-feira pelas quartas de final da Copa do Mundo 2015

Seleção Brasileira de Beach Soccer - Créditos: Divulgação / BSWW
Seleção Brasileira de Beach Soccer – Créditos: Divulgação / BSWW

 

 

A Seleção Brasileira de Beach Soccer enfrenta a Rússia nesta quinta-feira, às 14 horas (10 horas de Brasília), pelas quartas de final da Copa do Mundo 2015 de Portugal. Tetracampeão mundial invicto (2009/2008/2007/2006), o Brasil chega invicto após boas vitórias sobre México, Irã e Espanha. Já os russos atuais bicampeões venceram Paraguai e Madagascar, mas foram surpreendidos pelo Taiti, derrotados por 7 a 6.

 

 

 

– Acho que atenção é a palavra de ordem. Esse jogo vai ser decidido em detalhes. É um confronto de muito equilíbrio, entre seleções de altíssimo nível, que se conhecem e se respeitam – disse Bruno Xavier.

 

 

 

 

RETROSPECTO

 

 

 

 

Brasil e Rússia se enfrentaram apenas oito vezes até hoje nas areias. Poucos encontros foram suficientes para que surgisse uma enorme rivalidade: cinco dos oito jogos foram em finais (Copa do Mundo Ravenna 2011 e Copa Intercontinental Dubai 2014/2012/2011), com duas vitórias para cada lado. Nos números, a seleção russa é a única que leva vantagem sobre o Brasil: cinco vitórias contra três no histórico – três das oito partidas em Mundiais (Brasil venceu em 2008 e 2007 e foi derrotado na final de 2011). Foram 34 gols marcados e 40 sofridos.

 

 

 

Os confrontos:

 

 

2014 – Copa Intercontinental Dubai – Brasil 2 (1) x (0) 2 Rússia
2014 – Copa Intercontinental Dubai – Brasil 1 (0) x (1) 1 Rússia
2013 – Copa Intercontinental Dubai – Brasil 5 (1) (2p) x (3p) (1) 5 Rússia
2012 – Copa Intercontinental Dubai – Brasil 4 x 7 Rússia
2011 – Copa Intercontinental Dubai – Brasil 4 (0) x (1) 4 Rússia
2011 – Copa do Mundo FIFA Ravenna – Brasil 8 x 12 Rússia
2008 – Copa do Mundo FIFA Marselha – Brasil 6 x 4 Rússia
2007 – Copa do Mundo FIFA Rio de Janeiro – Brasil 2 (0) (5p) x (4p) (0) 2 Rússia

 

 

 

Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias e da cbf.com.br