Copa do Brasil Sub-20 – 2019: Palmeiras vence o Cruzeiro nos pênaltis e é campeão inédito da Copa do Brasil Sub-20.

Palmeiras vence o Cruzeiro nos pênaltis e é campeão inédito da Copa do Brasil Sub-20. – Foto: Pedro Vale/CBF

 

 

Cruzeiro vira no tempo normal, derrota o Palmeiras por 4 a 3 e leva decisão aos pênaltis. Verdão vai melhor nas cobranças e fica com a taça de campeão Sub-20

 

O Palmeiras é campeão inédito da Copa do Brasil Sub-20! Em jogo eletrizante no Independência, o Verdão conseguiu ficar com dois de vantagem no placar, viu o Cruzeiro virar por 4 a 3 e levar a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, os paulistas foram mais eficientes e se deram bem sobre os mineiros: 4 a 1 no placar com o goleiro Gomes defendendo uma. Os gols do jogo na noite desta quinta-feira (16) foram assim: Patrick de Paula abriu para o Verdão. Que viu a Raposa empatar com Welinton. Depois, Anibal e Alanzinho colocaram os paulistas novamente à frente. Mas Adriano, Thiago e João Luiz viraram deram a virada aos mineiros. No encontro da ida, em São Paulo, o Alviverde havia vencido por 2 a 1.

 

 

O jogo

 

 

Lá e cá. Assim foram os primeiros minutos de Cruzeiro e Palmeiras. Depois de ser o primeiro a assustar, o Verdão foi quem abriu o placar no Independência. Logo aos 11 minutos, Patrick de Paula cobrou falta com maestria e acertou o ângulo do goleiro Marlon. Verdadeiro golaço! Mas a Raposa, que a essa altura já perdia por 3 a 1 no agregado, não deixou barato. Cinco minutos depois do gol, Maurício deu belo lançamento de longa distância, Popó ganhou dos adversários e cruzou para Welinton completar para o fundo das redes: tudo igual, 1 a 1. Mas foi só o Cruzeiro dar um vacilo que os paulistas voltaram a ficar em vantagem: Anibal recebeu bola roubada pelo Palmeiras e, sem hesitar, bateu cruzado para estufar as redes.

 

 

O árbitro mal apitou o início do segundo tempo e o Alviverde ficou ainda mais perto do título. Logo no primeiro lance, Alanzinho fez linda jogada pela esquerda, invadiu a área e finalizou cruzado: 3 a 1 em Belo Horizonte. Mas quando tudo parecia estar definido, o time celeste provou o contrário: conseguiu dois gols e o empate em menos de três minutos. Primeiro aos 21, com Adriano aproveitando sobra de escanteio. Depois, aos 24, Thiago pegou rebote do goleiro Gomes e empatou. De forma incrível, o Cruzeiro conseguiu a virada. Na marca dos 27, João Luiz invadiu a área pela esquerda e finalizou cruzado para virar o jogo no Independência: 4 a 3! O resultado levou a decisão do título para os pênaltis.

 

 

Nas cobranças, Lucas Esteves, Fabrício, Cesinha e Lincoln converteram para o Palmeiras. Adriano, do Cruzeiro, chutou para fora e Gomes pegou o pênalti de Thiago.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da CBF