Copa do Brasil 2018 – Semifinal: Corinthians joga recuado e empata com o Flamengo no Maracanã pela Semifinal da Copa do Brasil.

Jair Ventura: “Decidir em casa, com o apoio da torcida, será importante” - Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Jair Ventura: “Decidir em casa, com o apoio da torcida, será importante” – Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

 

 

O Corinthians conseguiu se segurar e garantiu o empate por 0 a 0 contra o Flamengo, no Maracanã lotado, na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil.

 

 

O resultado foi comemorado pelo time paulista, que tem a chance de decidir em casa, daqui a duas semanas, na quarta-feira dia 26 de setembro, às 21h45, em Itaquera.

 

 

 

 

Como na Copa do Brasil não há mais a regra do gol qualificado, qualquer empate no segundo jogo leva a decisão para os pênaltis e se uma das duas equipes vencer a partida garante a vaga na final.

 

 

 

 

Como já era esperado, o Flamengo tomou a iniciativa da partida e viu um Corinthians recuado, atuando com três volantes, e mais preocupado em não sofrer gols do que em buscar a vitória.

 

 

 

 

Bem postado defensivamente, o time paulista conseguiu conter bem os avanços rubro-negros no primeiro tempo e, quando precisou, contou com boas defesas de Cássio, especialmente em chute cruzado de Lucas Paquetá e em cabeceio de Réver após escanteio cobrado por Diego.

 

 

 

 

Com mais posse de bola, o Flamengo também sentiu dificuldades novamente pelas más condições do gramado. A bola rolava de forma irregular devido às falhas no campo do Maracanã e dificultava as duas equipes.

 

 

 

 

Na segunda etapa, a dinâmica de ataque contra defesa, com o Flamengo pressionando o Corinthians, ficou ainda mais acentuada. Sem saída, mas se defendendo bem, o time paulista se desdobrou na marcação para conter os avanços adversários e segurou o empate.

 

 

 

 

Com duas linhas de quatro em frente à área, a defesa corintiana impedia o Flamengo até mesmo de chutar de fora, sempre bloqueando as tentativas de arremates longos. A única jogada efetiva da equipe carioca eram as bolas alçadas para a área por Diego, mas Henrique e Léo Santos levavam a melhor pelo alto e afastavam o perigo para longe da meta defendida por Cássio.

 

 

 

 

Sem muito repertório, o time da casa insistiu no chuveirinho até o final, intensificando a pressão nos últimos minutos, mas não conseguiu movimentar o placar, frustrando a torcida no Maracanã. O Corinthiana comemorou o resultado e deixa a decisão em aberto para a partida de volta, em Itaquera.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da FPF