Copa Antel 2016: Palmeiras perde nos pênaltis para o Nacional (URU) e deixa escapar o título do torneio.

Palmeiras perde nos pênaltis para o Nacional (URU) e deixa escapar o título do torneio.
Palmeiras perde nos pênaltis para o Nacional (URU) e deixa escapar o título do torneio.

 

 

 

O Palmeiras terminou o torneio amistoso em Montevidéu, no Uruguai, com o vice-campeonato. Em partida que invadiu a madrugada do domingo, o time paulista empatou sem gols com o Nacional (URU) no tempo normal, mas acabou derrotado nas penalidades, por 4 a 3. O confronto foi realizado no Estádio Centenário, em Montevidéu.

 

 

Agora, o técnico Marcelo Oliveira terá uma semana para acertar os últimos detalhes antes da estreia no Campeonato Paulista. O time paulistano tem estreia na competição prevista para o próximo domingo, às 19h30, quando visita o Botafogo, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

 

 

 

Apesar de valer um título simbólico, a partida começou bastante morna e sem grandes emoções. O primeiro lance de perigo aconteceu somente aos 23 minutos do primeiro tempo. O meia Moisés, contratado do HNK Rijeka (Croácia), cobrou falta da intermediária e a bola saiu tirando tinta da trave direita do goleiro Mejía.

 

 

 

O time alviverde voltou a desperdiçar boa chance aos 39 minutos. O meia Robinho roubou uma bola na intermediária e lançou o atacante Dudu. O jogador avançou em velocidade, invadiu a área e, na cara do gol, finalizou em cima de Mejía. No rebote, o atacante Alecsandro completou, mas acabou mandando pela linha de fundo.

 

 

 

Na segunda etapa, os dois treinadores começaram a efetuar modificações e o jogo esfriou bastante. Os paulistas só voltaram a assustar aos 20 minutos do segundo tempo. O atacante Gabriel Jesus fez boa jogada individual e acionou o meia Zé Roberto na esquerda. O veterano cruzou rasteiro e a zaga uruguaia cortou antes que o atacante Erik pudesse concluir.

 

 

 

Desgastados fisicamente, os dois times continuaram a produzir pouco no restante do período complementar. Quem mais se aproximou do gol foi o Nacional. Após falha de Zé Roberto, o lateral Olivera escapou pela esquerda e cruzou. Sem marcação, o atacante Sebá Fernandez mandou por cima do gol de Fernando Prass.

 

 

 

 

Nos pênaltis, o goleiro Fernando Prass voltou a ter um bom desempenho, com duas defesas e uma cobrança convertida. O meia Zé Roberto e o atacante Rafael Marques também converteram seus pênaltis, mas o meia Allione e os atacantes Dudu e Gabriel Jesus desperdiçaram. Pelo Nacional, Polenta, Ignacio Gonzalez, Fucile e Barcia marcaram, enquanto Sebá Fernandez e Ramirez pararam em Prass.

 

 

 

 

Da Redação com informações da FPF