Circuito Mundial de Vôlei de Praia Masculino 2018 – Pedro Solberg e George avançam às quartas de final do Major Series

George ataca durante partida do Major Series de Fort Laudardale (Créditos: Divulgação/FIVB)

 

O Brasil segue em busca de medalhas no Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA. Nesta sexta-feira (02.03), pelo torneio masculino, Pedro Solberg e George (RJ/PB) venceram os poloneses Fijalek e Bryl nas oitavas de final e avançaram na competição. Eles encaram os donos da casa Brunner/Hyden neste sábado (03.03), às 14h15 (de Brasília) pelas quartas de final.

 

 

 

 

Pedro Solberg brilhou na partida, anotando impressionantes 12 bloqueios. No segundo set, foram seis pontos seguidos neste fundamento. Vitória por 2 sets a 0 (23/21, 21/17), em 40 minutos de duração. Após a classificação às quartas de final, o paraibano George, campeão mundial Sub-19 e Sub-21, analisou o desempenho da parceria até aqui.

 

 

 

 

 

“Foi uma partida bastante difícil, no primeiro set trocamos pontos sem que ninguém abrisse vantagem até o final. Pedro encontrou saques bons, fez a diferença. Estamos com a parte mental firme, começamos perdendo por 6 a 1 no segundo set, mas pudemos virar o placar. Pedro está me ajudando muito, dando muita força para que eu fique focado na partida, sem sentir a pressão por ser um Major Series”, disse George, de 21 anos.

 

 

 

 

“Estamos muito unidos no torneio. E Pedro foi fantástico anotando seis bloqueios seguidos hoje. Um está dando apoio ao outro. Teremos uma equipe da casa pela frente nas quartas de final, sabemos que terão apoio da torcida, então vamos para cima, usar a inteligência e a coragem”, completou o defensor paraibano, jogando com Pedro desde agosto de 2017.

 

 

 

 

Será o primeiro confronto entre os dois times, já que Brunner e Hyden estão disputando a primeira etapa do Circuito Mundial e formaram time recentemente. Aos 45 anos, o norte-americano Hyden é o atleta mais experiente em ação no Major dos EUA entre os homens.

 

 

 

As outras três duplas brasileiras acabaram eliminadas nesta sexta-feira. Os campeões mundiais Evandro e André Stein caíram na repescagem, ao serem superados pelos italianos Caminati e Ranghieri por 2 sets a 0 (21/17, 21/15), em 38 minutos de jogo. André comentou a eliminação.

 

 

 

 

“Não queríamos sair nesta altura, sabemos da importância desse torneio. Mas tivemos dificuldade em armar nossa bola durante quase todos os jogos. A construção da jogada estava abaixo e isso faz com que tenhamos menos eficiência no ataque. Sem um bom ataque é muito complicado vencer qualquer jogo. Vamos trabalhar e buscar evoluir”, disse o capixaba.

 

 

 

 

Os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) também acabaram eliminados, mas nas oitavas de final, ao serem superados pelos letões Samoilovs e Smedins por 2 sets a 0 (21/17, 21/16), em 33 minutos de partida. Por terem liderado a chave, os brasileiros não haviam passado pela repescagem. Mesma situação de Pedro/George.

 

 

 

 

Já Vitor Felipe e Guto (PB/RJ) começaram com vitória na repescagem, mas foram superados nas oitavas de final. No primeiro jogo do dia, triunfo por 2 sets a 1 (16/21, 21/18, 15/10) sobre os russos Krasilnikov e Liamin. Horas depois, acabaram superados por 2 sets a 0 (21/17, 21/17) pelos norte-americanos Phil Dalhausser e Nick Lucena.

 

 

 

 

 

Além das quartas de final, também ocorre neste sábado (03.03) a disputa das semifinais do torneio masculino. A decisão da medalha de bronze e ouro está marcada para domingo (04.03), a partir das

 

 

 

 

Fort Lauderdale, que ao todo distribui 600 mil dólares em premiações aos atletas participantes, recebe uma etapa do Circuito Mundial pela terceira vez. Em 2015, a cidade foi sede do World Tour Finals quando Alison/Bruno Schmidt e Larissa/Talita subiram no lugar mais alto do pódio. Fora em 2016, voltou ao calendário com o Major no ano passado.

 

 

 

 

 

Contando todas as etapas já realizadas nos Estados Unidos, o Brasil soma 10 medalhas de ouro no torneio masculino e 11 no feminino, com um total de 42 medalhas conquistadas. O Brasil venceu as últimas cinco paradas americanas e busca manter a hegemonia no país.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da CBV