Campeonato Brasileiro da Série B – 33ª Rodada: Ponte Preta encara o lanterna São Bento no Estádio Moisés Lucarelli

Ponte Preta e São Bento fazem confronto paulista na 33° rodada da Série B – Imagem: ©Portal Bragança

 

Nessa terça-feira (5), a Ponte Preta recebe o São Bento, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo será no Estádio Moisés Lucarelli, às 21h30. O time de Campinas atualmente se encontra na 12ª posição, com 42 pontos, e com poucas chances de acesso. Já o São Bento é o lanterna da competição, com 29 pontos e precisa do resultado para segur vivo.

 

 

Sem vencer há cinco jogos, a Ponte Preta se distanciou da disputa pelo acesso. O time inicia a rodada com nove pontos a menos que o Atlético-GO, quarto colocado, com mais sete times entre eles.

 

 

Além da vitória, o time está de olho nos pendurados, já que a próxima partida é diante do Guarani. Os laterais Arnaldo e Edilson, o zagueiro Renan Fonseca e os volantes Lucas Mineiro e Washington são os jogadores que se tomarem cartão amarelo, não poderão atuar no dérbi campineiro no próximo sábado (9). O único desfalque certo para o jogo contra o São Bento é o centroavante Roger, que cumprirá suspensão.

 

 

A provável escalação titular da equipe comandada por Gilson Kleina será: Ivan; Edilson, Renan Fonseca, Reginaldo e Trevisan; Camilo, Lucas Mineiro e Araos; Renato Cajá, Vico e Bill.

 

 

O São Bento vive situação dramática. Com apenas 29 pontos, a equipe precisará de um aproveitamento muito bom nas rodadas finais para escapar do rebaixamento. O primeiro time fora é o Londrina, com 35, e entre eles há Figueirense (33), Criciúma-SC e Vila Nova-GO (31).

 

 

O time sorocabano tem dois desfalques certos para este jogo. O zagueiro Gérson e o atacante Paulinho Bóia, que foram expulsos na última rodada, contra o Criciúma. Outra mudança é no comando técnico. O interino Luizinho Rangel assume após Milton Mendes se demitir no último sábado (2). Com as ausências, o técnico interino provavelmente escalará: Henao; Marcos Martins, Alison, Joílson e Mansur; Fábio Bahia, Paulinho e Guilherme Romão; Rodolfo, Zé Roberto e Caio Rangel.

 

 

Da Redação com informações provenientes da FPF