Campeonato Brasileiro 2018 – Brasileirão: Paraná e Vasco empatam em 1 a 1 no encerramento da 27ª rodada da Série A.

Paraná e Vasco empatam em  1 a 1 no encerramento da 27ª rodada da Série A.
Paraná e Vasco empatam em 1 a 1 no encerramento da 27ª rodada da Série A.

 

 

No encerramento da 27ª rodada do Brasileirão 2018, Paraná-PR e Vasco-RJ empataram em Curitiba. Nesta segunda-feira (1), no estádio Durival Britto, o confronto direto contra o rebaixamento terminou igual em 1 a 1. Com a igualdade, o Tricolor paranaense segue na lanterna da competição, com 17 pontos. Com 30, o Cruzmaltino ultrapassou o Vitória-BA, deixou o Z-4 e subiu para a 16ª colocação.

 

 

 

Em situações delicadas na tabela de classificação, Paraná e Vasco buscaram a vitória desde o início da partida. Na lanterna da Série A, o Tricolor largou na frente aos oito minutos de jogo. De fora da área, Alex Santana arriscou e contou com o desvio em Leandro Castán para superar o goleiro Martín Silva e abrir o marcador, 1 a 0.

 

 

 

 

 

Precisando de pelo menos um empate para deixar a zona de rebaixamento, o Cruzmaltino foi para cima e quase igualou com Andrés Rios, aos 17 minutos. Aos 24, o time paranaense teve a chance de ampliar, mas Ortigoza não aproveitou a sobra na área e finalizou por cima. Na reta final, a pressão vascaína aumentou. Aos 32, Giovanni Augusto parou na grande defesa de Richard e, aos 35, Maxi López ficou muito perto de empatar. Nos acréscimos, Maxi cobrou pênalti com categoria e deixou tudo igual, 1 a 1.

 

 

 

 

Na volta do intervalo, o Paraná controlou as ações. Aos sete minutos, o time paranaense quase marcou o segundo com Leandro Vilela. No minuto seguinte, foi a vez de Silvinho assustar em chute da entrada da área. Com a vantagem numérica, após a expulsão de Leandro Castán, aos 11 minutos, o Paraná continuou pressionando os visitantes, que passaram a apostar nos contra-ataques. Liderado por Maxi López, o Vasco arriscou em chutes de longa distância. Na mesma moeda, o Paraná insistiu até o fim, mas esbarrou nas boas defesas de Martín Silva.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da CBF