Campeonato Brasileiro 2018 – Brasileirão: O atacante Deyverson com seu estilo irreverente e folclórico marcou o gol do título do Palmeiras na vitória sobre o Vasco

O atacante Deyverson com seu estilo irreverente e folclórico marcou o gol do título do Palmeiras na vitória sobre o Vasco – Foto: Cesar Greco/Palmeiras

 

 

Deyverson viveu, na tarde deste domingo, o seu maior momento com a camisa do Palmeiras. No clube desde o ano passado, o atacante foi contestado, virou alvo de críticas pela torcida, mas deu a volta por cima no Brasileirão 2018. Contra o Vasco, colocou a bola para o fundo da rede e coroou o título brasileiro do Palmeiras.

 

 

Emocionado, Deyverson não conseguiu segurar as lágrimas após o apito final do jogo em São Januário.

 

 

 

– Eu sou um cara que recebi muitas críticas, tive algumas polêmicas mas o grupo nunca me abandonou, nem Deus, nem minha família. Esse título ai é para todos os meus companheiros de Palmeiras e para essa torcida maravilhosa – destacou.

 

 

 

Não foram poucos os jogos decisivos com participação fundamental de Deyverson. Fez dois gols na vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio. Marcou no triunfo magro sobre o Corinthians, no Allianz Parque. Voltou a balançar as redes em outro clássico: foi dele o segundo gol sobre o São Paulo por 2 a 0, no Morumbi.

 

 

 

E o gol do título veio em um cenário especial para o atacante. Carioca, o artilheiro carrega o Vasco da Gama com carinho no coração. É seu time de infância, mas, hoje, ele aprendeu a amar um outro clube, que veste verde, branco e sabe ser brasileiro.

 

 

 

– Estou no Rio de Janeiro, onde fui nascido e criado. Um time que tenho muito carinho é o Vasco, mas aprendi a amar o Palmeiras de tal forma que eu não sei nem explicar. É como se amasse… não tenho palavras para agradecer eles por tudo. Me criticaram, me aplaudiram, me incentivaram e eu pude demonstrar que sou um cara trabalho, esforçado. Ontem vocês viram que eu vendi salgado, passei dificuldade, mas o momento é do grupo, ele está de parabéns – finalizou.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da CBF