Campeonato Brasileiro 2015 – Brasileirão: São Paulo só empata com o Vasco no Morumbi

NENÊ MARCOU UM DOS GOLS NO EMPATE ENTRE VASCO E SÃO PAULO Créditos: Site Oficial do Vasco
NENÊ MARCOU UM DOS GOLS NO EMPATE ENTRE VASCO E SÃO PAULO
Créditos: Site Oficial do Vasco

 

 

O reencontro entre São Paulo e Vasco, neste domingo à tarde (18) foi cheio de estreias na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Isso porque o empate por 2 a 2 foi o primeiro jogo de Doriva como técnico no Morumbi. Além disso, o time da casa aproveitou o confronto para estrear o novo terceiro uniforme, em homenagem a aposentadoria de Rogério Ceni, marcada para dezembro.

 

 

 

Mas, se o jogo tinha tudo para ser festivo, o placar complicou os dois times na competição. O São Paulo chegou aos 47 pontos e se mantém fora do G4 – zona de classificação à Copa Libertadores. O Vasco ficou com 29 pontos e ainda é o lanterna, a quatro pontos do Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

 

 

 

Em tarde de novidades, o São Paulo inaugurou o placar logo no primeiro lance do jogo. Em saída pelo lado esquerdo, o lateral Matheus Reis cruzou à meia altura para a grande área e o zagueiro Rodrigo, ex-São Paulo, pegou muito mal e ela caiu no pé de Luis Fabiano. O atacante bateu firme no contrapé de Martín Silva.

 

 

 

Com jogadores experientes, o Vasco não sentiu o placar negativo e partiu para cima do adversário. Nenê, um dos mais velhos do grupo, era o mais incisivo no meio campo e levou trabalho para o gol de Rogério Ceni. Do outro lado, o São Paulo aproveitava as jogadas laterais e alguns arremates de fora da área.

 

 

 

O contra-ataque era aposta do técnico Doriva em seu primeiro jogo dentro do Morumbi como técnico, mas a proposta também trouxe grandes emoções para o jogo, já que o Vasco partiu para cima, principalmente pelo lado direito, com Madson. Em lance rápido, Jorge Henrique saiu na cara do gol, mas bateu rasteiro, no meio do gol, e a zaga afastou após rebate de Rogério Ceni.

 

 

 

Do outro lado, o São Paulo tinha Thiago Mendes e Rogério abertos, com Ganso centralizado, Luis Fabiano fixo entre os zagueiros e Alexandre Pato um pouco mais recuado. O ataque paulista parecia impecável e o segundo gol era questão de tempo, mas um lance mudou o rumo do confronto. Isso porque, aos 43 minutos, Matheus Reis se jogou para cortar o cruzamento de Madson e acabou tocando com o braço na bola. O árbitro viu o lance e assinalou a penalidade máxima. O jovem lateral do São Paulo acabou expulso de campo, mesmo sob reclamações do time da casa. Na cobrança, Nenê mostrou frieza e jogou no canto esquerdo, deslocando o goleiro Rogério Ceni para o outro campo, no último lance do primeiro tempo.

 

 

 

A expulsão fez com que Doriva sacasse Rogério para a entrada de Reinaldo, pensando em recompor o setor defensivo. No sacrifício, o São Paulo tinha a difícil missão de vencer o jogo mesmo com um jogador a menos. E Luis Fabiano até tentou em um chute rasteiro, mas Martín Silva defendeu bem. Mas tudo foi por água abaixo aos 17 minutos, quando, em cobrança de escanteio, o zagueiro Rodrigo mais uma vez se redimiu por seus erros na defesa. Ele subiu mais que todo mundo, mesmo no meio de três defensores, e cabeceou para o fundo das redes, decretando a virada vascaína.

 

 

 

Daí para frente, Doriva ainda tirou Luis Fabiano, que já tinha se estranhado com o zagueiro Rodrigo e colocou Alan Kardec, que vinha afastado do time para se recuperar de lesão. O São Paulo ganhou mais força ofensiva e, aos 42 minutos, Centurión acertou um cruzamento para Rodrigo Caio, na pequena área, só escorar.

 

 

 

Na luta pela Libertadores, o São Paulo viaja até Curitiba (PR) no outro final de semana, onde enfrenta o Coritiba no estádio Couto Pereira. Antes o time encara o Santos pela semifinal da Copa do Brasil. Enquanto isso, o Vasco da Gama receberá o Grêmio no Maracanã. Os dois jogos da 32ª rodada do Brasileirão estão marcados para o próximo domingo (25), às 17 horas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficha Técnica

 

 

 

São Paulo 2 x 2 Vasco da Gama

 

 

São Paulo: Rogério Ceni; Bruno, Lucão, Luiz Eduardo e Matheus Reis; Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Ganso; Rogério (Reinaldo), Luis Fabiano (Alan Kardec) e Alexandre Pato (Centurión).
Técnico: Doriva.

 

 

 

Vasco da Gama: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Luan e Júlio César; Bruno Gallo, Julio dos Santos (Diguinho), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Rafael Silva) e Leandrão (Herrera).
Técnico: Jorginho.

 

 

 

Gols: Luis Fabiano a 1 do 1º tempo e Rodrigo Caio aos 42 minutos do 2º tempo (São Paulo). Nenê aos 45 minutos do 1º tempo e rodrigo, aos 17 minutos do 2º tempo (Vasco)

 

 

 

Cartões amarelos: Luan e Rafael Silva (Vasco)
Cartões vermelho: Matheus Reis (São Paulo)

 

 

 

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA);
Assistentes: Alessandro A Rocha de Matos (BA) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE);
Quarto árbitro: Vinicius Furlan (SP);

 

 

 

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP);
Data: Domingo (18), às 16h.

 

 

 

 

Da Redação com informações da FPF