Campeonato Brasileiro 2015 – Brasileirão: O técnico Doriva consegue a primeira vitória com o São Paulo ao derrotar o Coritiba por 2 a 1.

O técnico Doriva consegue a primeira vitória com o São Paulo ao derrotar o Coritiba por 2 a 1.
O técnico Doriva consegue a primeira vitória com o São Paulo ao derrotar o Coritiba por 2 a 1.

 

 

Depois de três jogos – um empate e duas derrotas -, enfim, o São Paulo venceu a primeira sob o comando do técnico Doriva. Em um jogo tenso e com muitas chances de gol, o time paulista superou o Coritiba por 2 a 1, na tarde deste domingo (25), em pleno Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR). A partida, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O São Paulo, com 50 pontos, ocupa a quinta posição e só fica atrás do Santos pelo saldo de gols: 15 a 5.

 

 

A vitória diminuiu um pouco a pressão sobre o elenco do São Paulo e sobre o próprio Doriva. Com a derrota para o Santos por 3 a 1, no Morumbi, o time ficou em situação complicada na briga por vaga na final da Copa do Brasil. Agora, tem que buscar uma vitória por três gols de diferença, na quarta-feira, na Vila Belmiro. Fato que aumentou a pressão para o Brasileirão, onde é o quinto colocado, com 50 pontos, e briga pela quarta vaga na Libertadores. Por outro lado, o Coritiba chegou à quinta derrota consecutiva e amarga 17ª colocação, com 33 pontos, na zona e rebaixamento. Tem um ponto a menos que o Avaí, o primeiro fora da degola.

 

 

 

O momento turbulento vivido pelos dois times deixou o jogo tenso no começo. E o lance emblemático aconteceu aos quatro minutos, quando o zagueiro são-paulino Luiz Eduardo chegou junto no volante Cáceres e acabou levando um “rapa” do atacante Henrique Almeira na sequência. As entradas geraram um empurra-empurra, que quase culminou em briga entre o zagueiro Rafael Marques e o atacante Alan Kardec.

 

 

 

Passada a confusão, os dois times passaram a alternar boas jogadas de ataque. Isso mais em função das falhas defensivas do que por boas jogadas construídas. O time paulista aproveitou um buraco na defesa adversária para abrir o placar. Aos 24 minutos, o meia Ganso deu uma linda enfiada de bola para o atacante Alan Kardec, que bateu cruzado, no canto direito de Wilson. Este foi o gol de número 10 mil na história do clube.

 

 

 

Quando tudo levava a crer que o clube do Morumbi desceria para os vestiários com a vantagem no placar, o Coritiba surpreendeu. Após perder grandes oportunidades, os paranaenses empataram aos 45 minutos em um lance despretensioso do volante Cáceres. O paraguaio acertou um belo chute de fora da área, no ângulo direito de Rogério Ceni.

 

 

 

Na segunda etapa, o jogo demorou mais a engrenar. Os donos da casa encaixaram a marcação e deixaram o São Paulo trocar passes em vão. O time visitante encontrou dificuldades de penetração. O ferrolho só foi superado aos 18 minutos, em bela tabela de Ganso e Pato, que acabou com um lindo chute do atacante, de fora da área, no ângulo direito de Wilson.

 

 

 

No próximo sábado (31), às 21 horas, o Coritiba volta a campo para enfrentar o Figueirense, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Enquanto isso, o São Paulo enfrenta o Sport, no mesmo dia (31), às 17 horas, no Morumbi.

 

 

 

 

 

 

 

Ficha Técnica

 

 

 

Coritiba 1×2 São Paulo

 

 

Coritiba: Wilson; Ivan, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos (Negueba); João Paulo, Luís Cáceres, Lúcio Flávio (Juan) e Ruy (Alan Santos); Kléber e Henrique Almeida.
Técnico: Ney Franco.

 

 

 

São Paulo: Rogério Ceni; Bruno, Lucão, Luiz Eduardo e Reinaldo; Rodrigo Caio, Thiago Mendes, Michel Bastos (Centurión) e PH Ganso; Alexandre Pato (Lyanco) e Alan Kardec (Rogério).
Técnico: Doriva.

 

 

Gols: Luís Cáceres aos 45 minutos do 1º tempo (Coritiba); Alan Kardec aos 24 minutos do 1º tempo e Alexandre Pato aos 19 minutos do 2º tempo.

 

 

Cartões amarelos: Henrique Almeida e Rafael Marques (Coritiba); Alan Kardec, Luiz Eduardo e Rodrigo Caio (São Paulo).

 

 

Cartão vermelho: Henrique Almeida (Coritiba)

 

 

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA).
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA).
Quarto árbitro: Diego Almeida Real (RS).

 

 

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR);
Data: Domingo (25), às 17horas.

 

 

 

 

Da Redação com informações da FPF