Campeonato Brasileiro 2015 – Brasileirão: Corinthians empata com o Vasco e conquista o HEXACAMPEONATO Brasileiro.

Corinthians empata com o Vasco e conquista o HEXACAMPEONATO Brasileiro.
Corinthians empata com o Vasco e conquista o HEXACAMPEONATO Brasileiro.

 

 

 

 

 

O Corinthians é o campeão brasileiro de 2015. Depois da ansiedade vivida nos últimos jogos, o time paulista confirmou o hexacampeonato ao empatar com o Vasco da Gama, por 1 a 1, nesta quinta-feira à noite (19), no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela 35ª rodada.

 

 

Com 77 pontos, o Corinthians não pode mais ser alcançado pelo vice-líder Atlético (MG), com 65 pontos, após perder para São Paulo, por 4 a 2, no Morumbi. A diferença dos dois primeiros colocados é de 12 pontos, mas só faltam três rodadas para o término da competição, com nove pontos em disputa. O Vasco da Gama, com 34 pontos, ainda é vice-lanterna, só na frente do Joinville, com 31.

 
Em 25 anos, o time paulista conquistou seis títulos. O primeiro só foi garantido em 1990, seguido depois por 1998, 1999, 2005, 2011 e agora em 2015. A conquista foi indiscutível, com 23 vitórias e apenas quatro derrotas. Com o melhor ataque – 64 – e melhor defesa – 27 gols sofridos.

 

 

de dois mil corintianos puderam festejar ao lado dos jogadores dentro de São Januário, com 20 mil torcedores no total. O título, efetivamente, vai ser comemorado ao lado da torcida, domingo (22), na Arena Itaquera, no clássico com o São Paulo, que começa às 17 horas, pela 36ª rodada.

 

 

 

 

Supremacia paulista

 

 

 

A conquista do Corinthians confirma a supremacia paulista no cenário nacional. Ele se igualou aos seis títulos do São Paulo e ambos ficam atrás de Santos e Palmeiras, com oito títulos cada, segundo os critérios oficiais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

 

 

 

O futebol de São Paulo ainda tem uma conquista com o Guarani, em 1978, que ostenta seu triunfo como único clube do interior do país. No total, são 29 títulos paulistas. Depois aparecem na lista oficial, o Flamengo, com cinco; Cruzeiro, quatro; Internacional, três; Grêmio, Botafogo e Bahia com dois.

 

 

 

Os quatro da Seleção

 

 

 

O técnico Tite já tinha avisado que deveria escalar os quatro jogadores do Corinthians que serviram a seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo: o goleiro Cássio, o zagueiro Gil, e os meias Elias e Renato Augusto. O Vasco entrou em campo motivado por sua volta à São Januário após quatro meses, além da boa sequência de resultados. Nas últimas 11 rodadas, foram cinco vitórias, cinco empates e apenas uma derrota.

 

 

 

O jogo começou em clima de decisão. O Corinthians atrás da confirmação do título e o Vasco tentando deixar a vice-lanterna para manter sua fuga da zona do rebaixamento. O time carioca não mostrou desespero e teve a primeira chance aos 15 minutos, quando Rafael Silva entrou na área pelo lado esquerdo. Mas ele foi bloqueado pela saída de Cássio, que mandou a bola para escanteio.

 

 

 

Depois de um começo cauteloso, aos poucos o Corinthians passou a conquistar o território vascaíno. Não conseguiu, até aquele momento, acertar nenhum chute em direção ao gol defendido por Martin Silva. Aos 29 minutos, após passe de Vagner Love, o meia Renato Augusto chutou em curva e a bola passou perto da trave. O lance mais perigoso dos paulistas aconteceu nos acréscimos, aos 47 minutos. Jadson cobrou falta perto da linha da grande área sobre a barreira e Martin Silva saltou, mandando para escanteio.

 

 

 

Segundo tempo

 

 

 

 

Os dois times voltaram sem mudanças dos vestiários. O cenário também não mudou. Aos 15 minutos, Tite optou pela entrada de Rodriguinho na vaga de Renato Augusto, com sinais de cansaço. Dois minutos depois, o zagueiro Rodrigo deixou o Vasco da Gama com um jogador a menos ao ser expulso. Ele solou Malcom e recebeu o segundo cartão amarelo e depois o vermelho.

 

 

 

 

A partir daí, o técnico Jorginho teve que recompor seu sistema de marcação, mesmo precisando da vitória. O Corinthians passou a ter mais posse de bola e a ser mais ofensivo. Aos 25 minutos, como estava previsto, Elias saiu para a entrada de Lucca, o atacante pé de coelho nos últimos jogos. Diante do Coritiba ele fez o gol da vitória, na rodada passada, que terminou 2 a 1.

 

 

 

Mas o futebol é caprichoso. O Vasco não se intimidou e foi eficiente ao criar uma chance e marcar seu gol. Nenê desceu pela esquerda e fez o passe para Júlio César. Ele bateu rasteiro e superou Cássio, aos 27 minutos. O Corinthians correu atrás do empate e conseguiu aos 36 minutos. Após cruzamento, Lucca ajeitou de cabeça quase na linha de fundo e Vagner Love, na pequena área, também completou de cabeça para as redes. Daí era espera o apito final do árbitro para comemorar.

 

 

 

Últimos jogos

 

 

 

Além do clássico com o São Paulo, no domingo (22), o Corinthians ainda fará mais dois jogos. Vai sair contra o Sport, em Recife (PE), dia 29, e vai encerrar a temporada, em São Paulo, contra o Avaí, no dia 6 de dezembro. No próximo final de semana, o Vasco vai enfrentar o lanterna Joinville, domingo (22), em Santa Catarina.

 

 

 

 

 

Ficha Técnica

 

 

Vasco 1×1 Corinthians

 

 

 

Vasco: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Júlio César; Serginho, Diguinho (Rafael Vaz), Andrezinho e Nenê; Rafael Silva (Jorge Henrique) e Riascos (Éder Luis).
Técnico: Jorginho.

 

 

 

Corinthians: Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana; Ralf (Bruno Henrique), Elias (Lucca), Renato Augusto (Rodriguinho) e Jadson; Malcom e Vágner Love.
Técnico: Tite

 

 

Gols: Júlio César aos 27 minutos do 2º tempo (Vasco); Vágner Love aos 36 minutos do 2º tempo (Corinthians)

 

 

 

Cartões Amarelos: Diguinho e Rodrigo (Vasco); Edílson, Jadson e Lucca (Corinthians)

 

 

 

Cartão Vermelho: Rodrigo (Vasco)

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Alessandro A. Rocha de Matos (BA) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Quarto árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ);
Data: Quinta-feira (19), às 22 horas.

 

 

 

 

Da Redação com informações da FPF