Bragança Paulista – Política: Vereador questiona a atual administração sobre o abandono de Pista de Esportes radicais.

Pista de de skate e esportes radicais em Bragança Paulista

 

O vereador Quique Brown cobrou, na última sessão da Câmara Municipal   (01/10), respostas da Administração em relação ao abandono da pista de esportes radicais localizada ao lado da Concha Acústica, o bowl Pedro Prata. O local segue sem iluminação desde o final de julho, quando a fiação foi roubada e até agora a manutenção não foi realizada.

Quique exibiu imagens de mensagens trocadas com skatista da cidade, que questionou a demora para que a manutenção fosse realizada, o que tem prejudicado seus treinos. “Esse garoto, para quem não sabe, foi o 4º colocado no ranking brasileiro de skate, sem apoio, nutricionista, fisioterapeuta, trabalhando das 8h às 18h, treinando depois do trabalho. Por conta da falta de iluminação ele é obrigado a ir treinar em outro município”, afirmou.

A falta de respostas da Administração tem incomodado o vereador. “Fiz cobranças desde julho e até agora não vi a Administração se manifestar sobre isso. Esse governo não dialoga, faz silêncio quando lhe é conveniente”, seguiu.

O vereador alertou sobre outros atletas que tem se manifestado a respeito. “Tem outro caso, de um rapaz que anda de bicicleta. Ele foi o 11º colocado no Campeonato Mundial de BMX disputado em São Paulo, com 400 atletas. É muito triste o que está acontecendo aqui. Estamos em outubro. Falei disso faz tempo, diz pedido de informações. Desculpem se insisto em ‘bater na mesma tecla’, mas não tem como ser diferente. Citei esses dois garotos, mas temos muitos outros. O governo simplesmente não abre a boca”, disse.

Quique também citou ação da Administração que trocou o horário dos alvarás de funcionamento dos bares próximos à USF (Universidade São Francisco), fazendo com que os estabelecimentos estejam fechados antes do término das aulas. “Até que ponto o barulho é de dentro do bar ou vem da rua?”, questionou. O vereador alegou que nem sempre são os bares os responsáveis pelo barulho, afirmando ainda que muitos estudantes se utilizam dos estabelecimentos para se alimentar ao saírem da universidade e foram prejudicados com a medida.

 

 

Da Redação com informações da Departamento de Comunicação Institucional da Câmara Municipal de Bragança Paulista