Boxe: Saiba tudo sobre a luta da década entre Floyd Mayweather e Conor McGregor

 

Estreando no boxe, McGregor começou a luta impondo um ritmo forte; a partir do sexto round, Mayweather passou a comandar as ações – (Photo By Stephen McCarthy/Sportsfile via Getty Images)

 

 

Futuro Hall da Fama do boxe, Floyd Mayweather obteve neste sábado, na T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA), a sua 50ª vitória na carreira. Mas em sua última luta, enfrentou o campeão dos leves do UFC Conor McGregor, que deu conta de si em seu primeiro compromisso no boxe profissional ao ser interceptado pelo juíz no décimo assalto.

 

 

 

“Ele era muito melhor do que eu pensava que fosse”, disse Mayweather, de 40 anos. “Ele usou ângulos diferentes e foi um desafiante difícil, mas eu fui o melhor lutador esta noite”.

 

 

 

“Penso que fiz os primeiros rounds de forma competente”, disse McGregor. “Ele teve que mudar o seu estilo e seu jogo de curta distância. E ajustou-se. Ele é um lutador sereno. Não é tão rápido, não é tão poderoso, mas o garoto luta com calma. Não tenho que lhe dar nada além do respeito.”

 

 

Ambos os atletas obtiveram esse respeito ao cabo de uma longa jornada que cativou fãs ao redor do planeta e fizeram o que poucos combates dessa natureza conseguem.

 

 

“Eu acho que demos aos fãs o que eles queriam ver”, disse Mayweather. “Eu disse-lhes que os devia pela luta contra (Manny) Pacquiao. Eu tenho que ser contundente e dar um show aos fãs, e acho que esse show foi dado.”

 

 

No início da luta McGregor colocou Mayweather contra as cordas e disparou socos com as duas mãos. Nenhum deles, no entanto, causou algum dano, mas o irlandês acertou seu oponente, mostrando que estava pronto para o embate.

 

 

 

Já na metade do primeiro round, McGregor colocou as mãos nas costas e ouviu de Mayweather para continuar golpeando, mas o cinco vezes campeão que voltava de um longo período de inatividade demorou para “descobrir” o rival. McGregor marcou com um uppercut duro de esquerdo no minuto final que recebeu a atenção de Mayweather, culminando um round sólido ao recém-lançado boxeador.

 

 

 

Mcgregor voltou ao segundo round agressivo, colocando Mayweather novamente com sucesso contra as cordas, mas “Notorious” acabou advertido pelo árbitro Robert Byrd por algumas “marteladas” na parte de trás da cabeça. À medida em que o assalto transcorria, McGregor provava ser mais rápido na trocação.

 

 

McGregor controlou o terceiro round em grande parte, mas a insitência nos golpes na parte de trás da cabeça passaram a receber mais atenção de Byrd, que observava atentamente às investidas do irlandês.

 

 

 

Mayweather adotou postura mais ofensiva no quarto round, optando em se defender e atacar o rival, que não cedeu à pressão e seguiu caminhando para frente. Esse foi o primeiro round a favor de “Money”.

 

 

 

No quinto assalto, McGregor parecia o lutador mais ocupado, fazendo Mayweather parecer um amador em alguns momentos, incluindo um empurrão ao toque do sino.

 

 

 

Mayweather deixou as marcas de suas mãos no sexto round, forçando McGregor a caminhar para trás pela primeira vez na luta. Mas o irlandês se reagrupou rapidamente e começou a projetar seu corpo enquanto a multidão entoava o seu nome. E se isso ainda não estava claro, sim, havia uma luta dessa vez.

 

 

No sétimo e oitavo assaltos, os golpes de McGregor perdiam força, enquanto os de Mayweather entravam com precisão e frequência cada vez maiores.

 

 

 

Uma grande oportunidade para McGregor foi desperdiçada no nono round, com um disparo no corpo de Mayweather, mas que foi classificado por Byrd como golpe ilegal. Mayweather, então, deixava McGregor soltar seu golpes e se cansar para, assim, poder encaixar socos ainda mais potentes.

 

Floyd Mayweather chegou a sua 50ª vitória (Photo By Stephen McCarthy/Sportsfile via Getty Images)

 

Um round mais tarde, Mayweather fechou o show, com mãos mais firmes, balançando McGregor e mandando-o para as cordas. “Notorious” não caiu, mas Byrd finalmente viu o suficiente para interromper a luta no minuto 1:05 do décimo capítulo.

 

 

 

“Nosso plano de jogo era ganhar tempo, deixá-lo soltar todos os seus golpes mais pesados e depois encerrar a luta”, disse Mayweather, que liderava por 89-81, 89-82 e 87-83 antes da paralisação definitiva.

 

 

 

“Eu me diverti um pouco desse lado”, disse McGregor, sobre sua movimentação em um ringue de boxe. “Eu pensei que a luta estava equilibrada. Achei um pouco cedo para a paralisação. Eu fico assim quando estou cansado, um pouco cambaleante, tonto, mas se eu vou para o canto, me recupero e volto. Ele deveria ter me deixado continuar, mas acho que foi justo.”

 

 

 

E para que os fãs do UFC não se preocupem, McGregor prometeu voltar. “Eu já estive aqui antes. Fui estrangulado ao vivo na TV e voltei”, disse o campeão peso-leve, em referência à derrota por finalização para Nate Diaz, em março de 2016.

 

 

 

Com a vitória, Mayweather aumenta sua série para 50-0; McGregor cai para 0-1.

 

 

 

Da Redação com informações do UFC