Virada Cultural de São Paulo: Inezita Barroso será homenageada com grande Arraial na Virada Cultural de São Paulo – 20 e 21/06/2015.

Inezita Barroso
Inezita Barroso

 

 

Palco comemorativo será montado na Avenida São João e receberá cantores e bandas do movimento musical que influenciou a juventude das décadas de 1960 e 1970

 

 

Entre as novidades da Virada Cultural 2015, está uma homenagem aos 50 anos da Jovem Guarda, programa televisivo que se tornou movimento símbolo do rock nacional e influenciou a juventude das décadas de 1960 e 1970, ditando moda, música e comportamento, incluindo gírias.

 

 

 

 

 

Durante 24 horas, artistas que fizeram parte do movimento cantam seus sucessos no palco comemorativo que será montado na Avenida São João. O cantor Jerry Adriani abre as apresentações no sábado, dia 20, às 18h, trazendo um repertório romântico com canções como “Doce, doce amor” e “Querida”.

 

 

 

 

 

Uma das atrações mais aguardadas deverá ser o retorno da dupla Leno e Lilian, que não sobe ao palco junta há mais de uma década. No repertório, estão canções como “Pobre menina” e “Devolva-me”, esta última recentemente regravada pela cantora Adriana Calcanhotto. Do elenco de grupos vocais e bandas de rock que se apresentavam no programa, estão confirmadas as presenças de Golden Boys, Paulo Cesar Barros, da banda Renato e seus Blue Caps, Ronald, da dupla Os Vips, e Os Incríveis.

 

 

 

 

A influência do rock estrangeiro na Jovem Guarda aconteceu de diversas formas, da atitude no palco ao figurino dos artistas, mas, sobretudo, pelas versões dos sucessos estrangeiros que eram regravados em português, como aconteceu com Renato e seus Blue Caps. Paulo Cesar Barros, um de seus integrantes, se apresentará na Virada interpretando as canções “Não te esquecerei” e “Tudo o que sonhei”, versões de canções de bandas estrangeiras, como Os Beatles e The Mamas and the Papas. Pelo mesmo caminho seguiram o Golden Boys, quarteto que inicialmente começou a cantar inspirado no grupo vocal norte-americano The Platters, que trazia no repertório canções como “Only You”. Mais tarde, interpretou versões de canções de outros artistas, além de sucessos lançados pelo próprio quarteto, entre eles “Alguém na multidão”, composição brasileira de Rossini Pinto, que se tornou um de seus grandes sucessos.

 

 

 

 

A cantora e compositora Martinha, que ganhou de Roberto Carlos o apelido “Queijinho de Minas”, e Vanusa, que gravou canções como “Manhãs de setembro” e “Paralelas”, dividem o palco também no sábado, dia 20. Dos apresentadores do programa Jovem Guarda, estão confirmados, no domingo, dia 21, os shows de Wanderléa e Erasmo Carlos. Acompanhada por um quarteto liderado pelo guitarrista Lalo Califórnia, a cantora, conhecida como “Ternurinha”, interpreta sucessos de sua carreira, entre eles “Prova de fogo”, “Ternura”, “Pare o casamento”, além de músicas do DVD recém-lançado, “Maravilhosa”. Já Erasmo Carlos conduz o público por um passeio pela década de 1960, sem deixar de retornar ao presente, mostrando seu novo disco, “Gigante gentil”, lançado em 2014, que traz composições de sua autoria junto com diversos parceiros musicais, como Caetano Veloso e Arnaldo Antunes.

 

 

 

 
Fonte: Da Redação com informações provenientes da viradacultural.prefeitura.sp.gov.br