Internacional: Morre o escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano

Escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano criou obras famosas  como  As Veias Abertas da América Latina, Memórias do Fogo, Os Dias Seguintes e Crônicas Latino-AmericanasMicah Farfour/ Agência Lusa/ Direitos Reservados
Escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano criou obras famosas como As Veias Abertas da América Latina, Memórias do Fogo, Os Dias Seguintes e Crônicas Latino-AmericanasMicah Farfour/ Agência Lusa/ Direitos Reservados

 

O escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano morreu hoje (13) aos 74 anos, informaram os diários uruguaios El País e Subrayado. Galeano é considerado um dos maiores autores da literatura latino-americana. Ele estava internado em um hospital em Montevidéu e morreu devido a complicações de um câncer de pulmão, que já havia sido tratado em 2007.

 

 

Entre suas obras mais famosas estão As Veias Abertas da América Latina, Memórias do Fogo, Os Dias Seguintes, Crônicas Latino-Americanas. Em suas obras, ele misturou os gêneros de ficção, jornalismo, análise política e histórica.

 

 

Galeano nasceu em 3 de setembro de 1940 em Montevidéu e começou a escrever aos 14 anos no jornal El Sol. Em 1958, passou também a escrever crônicas de arte. Nos anos 1960, trabalhou como editor do jornal semanal Marcha e no diário Época.

 

 

Após o golpe de estado em 1973, Galeano teve de deixar o Uruguai e foi viver na Argentina. Quando voltou ao seu país em 1985, ele fundou o semanário Brecha.

 

 

Da Redação com informações provenientes da Agência Brasil