Carnaval 2016: Escolas de Samba 9 de Julho e Dragão Imperial desfilam para menos de mil pessoas em Bragança

Escolas de Samba  9 de Julho e Dragão Imperial desfilam para menos de mil pessoas em Bragança
Escolas de Samba 9 de Julho e Dragão Imperial desfilam para menos de mil pessoas em Bragança

 

 

Duas  das mais tradicionais escolas de Bragança Paulista, resolveram desfilar mesmo sem apoio financeiro do poder público, em uma demonstração de respeito aos integrantes de suas agremiações .

 

 

 

Foi uma noite de sábado (6) de desfile atípico na história recente do carnaval Bragantino, pois havia inúmeras incertezas sobre a realização ou não dos desfiles, devido a exigências a respeito de segurança, entre outros detalhes que pegaram a LIESB no contrapé a menos de uma semana do evento, e juntando a isto a baixa divulgação e apoio por parte de alguns órgãos de imprensa e também do poder público, culminou com baixo comparecimento da população, que foi estimado em menos de mil pessoas.

 

 

 

 

 

As Escolas de Samba  9 de Julho e Dragão Imperial levaram cerca 250 componentes cada uma para a passarela Chico Zamper, as agremiações apresentaram enredos reeditados e fantasias e alegorias reaproveitadas de anos anteriores.

 

 

 

 

 

Nenhum vereador, da situação ou da oposição, foi visto no desfile, para levar  apoio ao evento, e apenas dois secretários se fizeram presentes, Moufid Doher (Serviços) e Arnaldo Carvalho Pinto (Trânsito e Segurança).

 

 

 

 

 

A primeira Escola a entrar na passarela Chico Zamper foi a Nove de Julho, com desfile programado para às 21h30, entrou com atraso de cerca quarenta e cinco minutos e desfilou com pequeno público e debaixo de uma chuva fina. A segunda escola a desfilar foi a Dragão, que desfilou sem chuva e com um pouco mais de público, já que os integrantes da Nove de Julho permaneceram na avenida para assistir a azul e rosa.

 

 

 

 

 

Apesar de todos os contratempos, as duas escolas foram julgadas, e mantiveram a tradição dos desfiles viva. A apuração acontece na quarta-feira, 10, a partir das 15h, na sede da Liga Independente das Escolas de Samba de Bragança.