Bragança Paulista: Vereadores de Bragança Paulista voltam finamente aos trabalhos em sessões ordinárias.

Vereadores de Bragança Paulista voltam finamente aos trabalhos em sessões ordinárias.
Vereadores de Bragança Paulista voltam finamente aos trabalhos em sessões ordinárias.

 

 

 

 

Sem a presença do Presidente da Câmara Municipal, o vereador “Tião do Fórum”, começou as sessões ordinárias no Legislativo Bragantino, e já com manifestações dos contribuintes em razão do aumento de mais de 60% dos futuros vereadores para 2017, pois em momento de crise a população não aceita tal fato.

 

 
Assistam alguns momentos do Prodesto – Fonte do Vídeo: Olhar Bragantino

1a SO 2016CONTRA O AUMENTO DE SALÁRIOSCom “invasão”, manifestantes protestam em primeira sessão legislativa do ano em Bragança Paulista.Aqui: http://goo.gl/fWIQdJ

Publicado por Olhar Bragantino em Quinta, 4 de fevereiro de 2016

 

 

 

 

Na pauta constavam três projetos de lei e uma moção. Todas as matérias foram aprovadas. Além da sessão ordinária, as Comissões Permanentes de Finanças e Justiça também tiveram suas primeiras sessões realizadas na tarde de ontem e a Comissão de Educação, naquela manhã (3/2).

 

 

 

 

Das matérias em trâmite na Casa, foi aprovada por unanimidade a moção 26/2015, de autoria de Jorge Luís Martin (do Proerd), Leonel P. Arantes (Léo), Luiz Sperendio, Mário B. Silva e Paulo Mário Arruda de Vasconcellos. A moção requer estudos visando à substituição gradual das luminárias tradicionais por luminárias LED, e sobre a viabilidade para implantar sistemas de energia solar na iluminação pública do município.

 

 

 

 

Os projetos de lei 51 e 52/2015 também receberam aprovação unânime dos vereadores. Ambos tratam de denominação de vias públicas. De acordo com o projeto 51/2015, de autoria do vereador José Gabriel Cintra Gonçalves, passa a denominar-se Rua Antonio da Silva Pinto a via pública localizada no Bairro Boa Vista dos Silva, perpendicular à Estrada Municipal Oswaldo Buoso.

 

 

 

 

Já o projeto 52/2015, de autoria do vereador Benedito Aparecido de Carvalho (Dito do Ônibus), passa a denominar Avenida Salvador Izeppe a antiga Avenina 3, e Rua Geraldina Sant’Anna Russi a antiga Rua 7 do Conjunto Habitacional Bragança Paulista F2.

 

 

 

 

Votado em primeiro turno, o projeto de lei 39/2015, de autoria do Executivo, recebeu 16 votos favoráveis e um contrário, do vereador Paulo Mário Arruda de Vasconcellos. O projeto institui o Programa Municipal de Pagamento por Serviços Ambientais (PMPSA), estabelece formas de controle e financiamento do programa e dá outras providências.

 

 

 

 

Dois cidadãos fizeram uso da Tribuna Livre nesta sessão. A primeira inscrita, Vivian Feres José, apresentou o Movimento de Observação de Aves Urbanas e suas principais atividades. Trata-se de um projeto de educação ambiental não formal desenvolvido pela Associação Mais Bragança. A vereadora apresentante foi Rita Valle.

 

 

 

 

Na sequência, fez uso da palavra o médico veterinário José Arnaldo Marques Filho, que expôs as mudanças ocorridas na coleta de lixo hospitalar em Bragança Paulista. Marques explicou que o serviço era realizado pela Prefeitura e atualmente não é mais oferecido. A vereadora apresentante foi Gislene Bueno.

 

 

 

Comissões

 

 

 

 

A Comissão de Finanças, Orçamento, Obras, Serviços Públicos e Desenvolvimento Urbano realizou, na tarde de ontem, a primeira sessão de 2016. Apenas uma matéria estava em trâmite na Comissão: a moção 27/2015, da vereadora Gislene Bueno, que requer estudos visando à possibilidade de implantação do Serviço de Atendimento Médico Móvel de Urgência Veterinário (Samuvet) em Bragança. O relator Antonio Bugalu fez parecer pela discussão em plenário e foi acompanhado pelos demais vereadores.

 

 

 

Reunidos na tarde de ontem, os membros da Comissão de Justiça, Redação, Defesa do Meio Ambiente e do Consumidor aprovaram o parecer pela normal tramitação do projeto de lei complementar 25/2015.

 

 

 

 

De autoria do Executivo, o projeto institui a Política Municipal de Saneamento Básico de Bragança Paulista. O relator foi o vereador José Gabriel Cintra Gonçalves. Tanto o relator quanto os demais membros da Comissão levantaram diversos pontos de dúvida em relação ao projeto e irão solicitar mais informações ao Executivo. O projeto segue tramitando pelas demais Comissões da Casa.

 

 

 

 

A Comissão de Educação e Cultura, Esporte, Saúde, Saneamento e Assistência Social, em sua primeira sessão do ano, emitiu parecer favorável ao projeto de lei 50/2015, que cria o Conselho Municipal da Mulher de Bragança Paulista. O projeto é de autoria do Executivo e teve como relator o vereador Valdo Rodrigues.

 

 

Da Redação com informações do Departamento de Comunicação Institucional da Câmara Municipal de Bragança Paulista