Bragança Paulista – Segurança: Meliantes que roubaram e vandalizaram Posto de Saúde em Bragança foram Presos

Meliantes que roubaram e vandalizaram Posto de Saúde em Bragança foram Presos

 

 

Meliantes que furtaram e vandalizaram O Posto de Saúde Nilda Colli, no bairro Padre Aldo Bolini foram presos pela Guarda Civil Municipal (GCM).

Posto de Saúde roubado e vandalizado no bairro Padre Aldo Bolini

A Guarda Civil Municipal recebeu informação de que parte dos objetos subtraídos da UBS estava sendo comercializada na R. Tropical, no bairro do Cruzeiro. Os guardas foram para o local e na residência foram atendidos por “M.D.P.”, 29 anos e “R.F.S”, 23 anos, que franquearam a entrada no imóvel, sendo encontrados em um quarto 01 CPU, 01 monitor, 01 mouse, 01 teclado, 01 termômetro 01 grampeador, 01 medidor de glicemia e 01 cesto de lixo. Alguns objetos apresentavam etiquetas de identificação da prefeitura.

 

 

Eles confessaram a prática do furto ao posto de saúde. Disseram ter vendido o compressor para um indivíduo de prenome “E.”, morador na Rua Antonio Martins e os objetos de informática para R., morador na Rua Califórnia, ambas no mesmo bairro.

 

 

Os guardas foram até a R. Antonio Martins e encontraram o compressor na garagem. “E.” logo chegou e foi identificado como “E.F.M”, 29 anos, tendo ele confirmado ter adquirido a máquina de “M.D.P.”, pagando por ela R$ 450,00, sabendo que o preço de mercado é em torno de R$ 1.000,00.

 

 

“M.D.P.” e “R.F.S” autuados em flagrante por furto qualificado e apresentados em audiência de custódia e “E.F.M” autuado em flagrante por receptação e liberado após o pagamento de fiança.

 

 

Os objetos recuperados foram entregues ao representante do posto de saúde.

 

 

 

Latas de Leite

 

 

Já no início da noite, a Guarda Civil Municipal recebeu denúncia de que uma mulher estaria comercializando latas de leite de alto custo que tinham sido furtadas do posto.

 

 

Os guardas foram até a R. Califórnia, local da denúncia e foram atendidos por “D.A.V.”, 29 anos, que confessou que tinha latas de leite “Neocate” (R$200,00 cada) em sua casa, mas negou o furto e a venda.

 

 

Ela entregou aos guardas 5 latas de leite Neocate, que estavam guardadas em uma mochila. “D.A.V.” foi levada para a delegacia, autuada em flagrante por receptação e apresentada em audiência de custódia, porque não recolheu a fiança que lhe foi arbitrada.

 

 

 

Da Redação