Bragança Paulista – Saúde: Secretaria Municipal de Saúde de Bragança realiza reunião setorial de planejamento da Programação de Ações e Metas (PAM) 2019

Secretaria Municipal de Saúde de Bragança realiza reunião setorial de planejamento da Programação de Ações e Metas (PAM) 2019
Secretaria Municipal de Saúde de Bragança realiza reunião setorial de planejamento da Programação de Ações e Metas (PAM) 2019

 

 

A Prefeitura da Estância de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através do Programa Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV/AIDS e Hepatites Virais, realizou na última segunda-feira (17/09), uma reunião de planejamento da Programação de Ações e Metas (PAM) 2019, no Núcleo de Apoio ao Professor e Aluno.

 

O objetivo dessa reunião foi monitorar as metas e ações pactuadas no ano anterior, estreitar relações e firmar novas parcerias, além de construir caminhos inovadores para assistência e prevenção das IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais.

 

 

 

Em 2014, o Departamento Nacional de IST e Hepatites Virais assumiu frente a comunidade internacional o desafio proposto pelo UNAIDS de atingir até 2020 a meta 90-90-90: 90% de todas as pessoas portadoras do HIV saibam que tem o vírus, 90 % destas com infecção pelo HIV diagnosticadas recebam terapia antirretroviral ininterruptamente e 90% de todas em tratamento com antirretrovirais tenham suprimido a carga viral, levando-as a níveis indetectáveis.

 

 

 

Recentemente uma nova meta foi acrescida com objetivo de alcançar zero discriminação. Outro plano pactuado entre o Ministério da Saúde, Estados e Municípios, pretende eliminar a Hepatite C no Brasil até 2030, simplificando o diagnóstico, ampliando a testagem e fortalecendo o atendimento. O tratamento no SUS possibilita mais de 90% de chance de cura.

 

 

 

“Promover o acesso ao teste, ampliar o número de pessoas que conheçam seu status sorológico, vincular as pessoas à referência e ofertar o tratamento após diagnóstico é parte essencial do enfrentamento da epidemia de AIDS/Hepatites em nosso município”, contou Tânia Clemente, Coordenadora do Programa IST, HIV/AIDS e Hepatites Virais.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do DIMP/BP