Bragança Paulista: Prefeitura quer readaptar professores com limitação física ou mental para trabalharem na Saúde em Bragança

Prefeitura quer readaptar professores com limitação física ou mental para trabalharem na Saúde em Bragança
Prefeitura quer readaptar professores com limitação física ou mental para trabalharem na Saúde em Bragança

 

 

Na última terça-feira, dia 25, o prefeito Fernão Dias se reuniu com professoras da rede municipal de educação que estão em fase de readaptação para a área administrativa na Prefeitura. Estiveram presentes também o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Bragança Paulista (Sismub), Carlos Alberto Martins, a secretária de saúde, Grazielle Bertolini, e profissionais da área da educação, do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt), da divisão de recursos humanos e do setor jurídico, sendo que estes três últimos esclareceram dúvidas das presentes.

 

 

Atualmente, cerca de 100 professoras estão fora da sala de aula em razão de limitação física ou mental que as impede de exercer o magistério. Elas continuarão com o mesmo cargo e salário. Na readaptação, as profissionais continuarão na mesma situação, porém, atuando administrativamente. Esta readaptação está prevista de acordo com os artigos 50, 51, 52 e 53 da lei complementar municipal nº 457, de 23 de março de 2005. De acordo com os artigos, os profissionais que tenham sofrido limitação física ou mental podem ser readaptados em cargos compatíveis com a sua limitação.

 

 

 

 

O prefeito falou sobre o critério utilizado para a escolha destas profissionais para suprirem as demandas: “Escolhemos vocês, pois possuem alto nível intelectual, que será muito útil para atender à demanda administrativa, principalmente na saúde. Quero deixar claro que vocês apenas farão serviço administrativo como vocês já fazem, mas num setor diferente”, ressaltou. Já foi realizado um estudo logístico para que as profissionais sejam readaptadas para serviços próximos de suas residências.

 

 

 
Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias