Bragança Paulista: Prefeito Jesus Chedid suspende negociações com a Sabesp para a renovação do contrato com o Município.

Prefeito Jesus Chedid suspende negociações com a Sabesp para a renovação do contrato com o Município. – Foto: Thomaz/Portal Bragança

 

O prefeito Jesus Chedid anunciou que as conversações a respeito da possível renovação do contrato do Município com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP foi suspensa.

 

 

 

A suspensão se deu pela inflexibilidade da Sabesp em atender as reivindicações do município que seriam a previsão de revisão do futuro contrato a cada 4 anos, solução definitiva para o lançamento de esgoto nos rios, das obras para o desassoreamento do Lago da Hípica, multa para a companhia, caso não cumpra os serviços estabelecidos e seus prazos, do compromisso de reparar com qualidade o asfalto dos locais nos quais realiza obras, das especificações dos direitos e deveres de ambas as partes do contrato, além dos benefícios da concessão para o município.

 

 

 

 

A SABESP é uma empresa de economia mista, sendo que seu maior acionista é o governo do Estado de São Paulo com 51%, é uma das maiores prestadoras de serviços de água e esgoto do mundo e atualmente é responsável pelo fornecimento de água, coleta e tratamento de esgotos de 366 municípios do Estado de São Paulo.

 

 

 

 

Em Bragança Paulista, atua há mais de 30 anos, desde 2009 com o contrato vencido. A fim de solucionar a situação e evitar mais prejuízos ao município, o Prefeito Jesus deu início às tratativas com a companhia no dia 06 de março, pois sem contrato não tem como determinar o tempo de concessão, nem os investimentos que serão feitos na cidade, além do cumprimento do plano de saneamento básico.

 

 

 

 

As negociações para a renovação de um contrato longo como este exige atenção e muito trabalho, e para isto foi designada uma comissão de negociação para avaliação e discussão sobre a nova minuta de um possível contrato com a SABESP, mas as negociações não evoluíram a contento,  e o prefeito resolveu suspende-la até que ocorra algum fato novo, e deu até o 30 de junho para que isso ocorra, se não ele abrirá uma licitação.

 

 

Da Redação.