Bragança Paulista – Política: Projeto piloto Floresta Urbana na Avenida dos Imigrantes em Bragança.

Projeto piloto Floresta Urbana na Avenida dos Imigrantes em Bragança. - Foto: pixabay.com
Projeto piloto Floresta Urbana na Avenida dos Imigrantes em Bragança. – Foto: pixabay.com

 

 

 

A Administração Municipal segue com as ações em prol do meio ambiente e da qualidade de vida da população, por meio dos programas e projetos adotados pela Secretaria do Meio Ambiente. Neste viés, mais um projeto entrará em execução na cidade – o Projeto Piloto Floresta Urbana que enfatiza a importância da arborização nos centros urbanos.

 

 

Com a implantação dos Espaços Árvores, programa permanente que visa a arborização urbana em frente aos prédios públicos, respeitando o espaço necessário para o pleno desenvolvimento das árvores, a Prefeitura intensifica as ações para a implantação de áreas urbanas florestadas.

 

 

 

 

O Piloto Floresta Urbana vai começar nos próximos dias com o plantio de 25 árvores nativas, acima dos 2 metros de altura, num trecho de 200 metros da Avenida dos Imigrantes, que margeia o córrego do Lavapés, em ambos os lados da via e no canteiro central. Serão plantadas as espécies Ipê-amarelo, Ipê-branco, Pau-formiga e Pau-ferro – comportadas no programa de arborização urbana. Serão árvores de médio porte, de copa rala, que deverão ser conduzidas, desde jovens, adequando-as às práticas de manejo que reduzam o conflito com a fiação local.

 

 

 

 

A implantação do projeto está sendo viabilizada por meio do Programa Conciliação Socioambiental, consiste numa prática que visa a reparação e compensação de danos ambientais decorrentes das infrações administrativas de cunho ambiental, através da celebração de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs).

 

 

 

 

A iniciativa faz parte do Projeto de Arborização Urbana da Administração Municipal e também atende à diretiva apresentada no Programa Município VerdeAzul, do Governo do Estado. A ação permitirá, futuramente, com o crescimento das árvores, que as copas formem um corredor verde nas vias contempladas.

 

 

 

A vegetação urbana trará melhorias na qualidade do ar, temperatura do ambiente, além de proporcionar sombra, beleza estética e muitos benefícios à população urbana. Podem mitigar a poluição química e sonora, reduzir o efeito de ilha de calor, aumentar a disponibilidade e qualidade da água, reduzir a erosão nas encostas e, por consequência, os assoreamentos dos rios.

 

 

 

 

Outra capacidade das árvores nas cidades é seu papel atenuante do calor exalado de concretos, asfaltos e áreas edificadas. Nesse sentido, a arborização doa a sua contribuição na conservação do asfalto, pois a projeção das sombras oferecidas pelas árvores reduz a temperatura e a amplitude térmica, a volatilização de compostos e desagregação do material asfáltico devido à dilatação e contração do material, diminuindo assim as manutenções constantes.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do DIMP/BP