Bragança Paulista – Política: Prefeitura de Bragança condiciona aprovação de plantas e empreendimentos à apresentação de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

Prefeitura de Bragança condiciona aprovação de plantas e empreendimentos à apresentação de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos
Prefeitura de Bragança condiciona aprovação de plantas e empreendimentos à apresentação de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

 

 

A Prefeitura da Estância de Bragança Paulista, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, orienta a população interessada, empreendedores e empresas sobre a exigência da apresentação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos das obras e empreendimentos que pleiteiam aprovação junto ao Município.

 

 

Com o Plano de Gerenciamento é possível conhecer os tipos de resíduos e a quantidade gerada, além de verificar se a destinação final proposta é ambientalmente adequada aos resíduos gerados. A ação da Administração Municipal tem o intuito de regular e gerir a produção desses resíduos na cidade, afinal, a destinação inadequada é responsável por vários processos de poluição ambiental.

 

 

 

 

Sendo assim, no momento das análises de Estudo de Impacto de Vizinhança e Relatório de Impacto de Vizinhança (EIV-RIV), aprovações de plantas, vistos prévios e aprovações de loteamentos, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente solicita o documento do empreendedor/proprietário e verifica, principalmente, o transporte e a destinação final dos resíduos gerados.

 

 

 

 

Dentre os resíduos gerados estão os oriundos da construção civil, que representam em média 90% de todos os resíduos gerados em obras. São os gerados nas construções, reformas, reparos e demolições de obras, incluídos os resultantes da preparação e escavação de terrenos para obras civis, concreto em geral, pavimento asfáltico, tubulações, entre outros.

 

 

 

 

A gestão correta desses resíduos é fundamental para as boas práticas ambientais do município e para a base de uma cidade mais sustentável. O aproveitamento, reciclagem e até redução da produção de resíduos sólidos contribuem para isso.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do DIMP/PB