Bragança Paulista – Política: Bragança Paulista sediou Oficina de Defesa Civil para gestores municipais

Bragança Paulista sediou Oficina de Defesa Civil para gestores municipais

 

Bragança Paulista recebeu uma oficina direcionada a gestores municipais sobre ações relacionadas à atuação da Defesa Civil. O evento aconteceu na última terça-feira (10/04) com o apoio da Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil, que cedeu o auditório do CISEM (Complexo Integrado de Segurança, Emergência e Mobilidade) para a Oficina, realizada pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil.

 

 

 

 

A proposta da oficina é esclarecer aos gestores da região de que forma o município pode se adequar à Lei Federal 12.608, que Institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil. A Lei prevê que “é dever da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios adotar as medidas necessárias à redução dos riscos de desastre”. Dessa forma, os coordenadores da oficina pretendem com o curso esclarecer e orientar de que forma as gestões municipais podem adequar e realizar o trabalho no que compete às atividades pertinentes à Defesa Civil. A Oficina explicou acerca do que trata a lei, como cada gestor pode proceder para adequação da mesma e tornar a cidade resiliente.

 

 

 

 

“É a primeira oficina realizada em Bragança, a terceira no Estado de São Paulo. Pretendemos ampliar e trazer a todos os municípios da região as informações pertinentes às atividades da Defesa Civil em cada local”, explica o coordenador de Defesa Civil da Região Administrativa de Campinas, Sidnei Furtado.

 

 

 

 

A ação para a formação de cidades resilientes faz parte da Campanha Mundial ‘Construindo Cidades Resilientes: Minha Cidade está se preparando!’, uma campanha de iniciativa do Escritório das Nações Unidas para Redução do Risco de Desastres – UNISDR, com o objetivo de incentivar gestores municipais a desenvolverem ações para estabelecer cidades resilientes, como parte de processos de urbanização sustentável. Uma cidade resiliente é capaz de resistir, absorver, adaptar-se e recuperar-se dos efeitos de um perigo de maneira tempestiva e eficiente, através, por exemplo, da preservação e restauração de suas estruturas básicas e funções essenciais.

 

 

 

 

Além disso, a oficina contou com a participação do Engenheiro Civil da Unicamp, André Argollo, que desenvolveu dinâmica de grupo para explicar aos gestores de que forma é possível envolver a comunidade no contexto da resiliência, de forma a garantir que possam ser realizadas as precauções diante de vulnerabilidades do município em relação aos desastres naturais junto à sociedade civil.

 

 

 

 

A Administração Municipal do Prefeito Jesus Chedid e Vice Amauri Sodré segue, continuamente, promovendo ações que resultem em melhorias e fomento ao esporte na cidade. Ambas as quadras proporcionarão ainda mais infraestrutura e condições para a prática de esportes e programas esportivos.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do DIMP/BP