Bragança Paulista: Após reunião na prefeitura os Motoristas de ônibus urbano de Bragança decidiram voltar ao trabalho apenas nesta quinta-feira – 09/03/2017.

Após reunião na prefeitura os Motoristas de ônibus urbano de Bragança decidiram voltar ao trabalho apenas nesta quinta-feira – 09/03/2017.

 

 

Prefeito se reúne com empresas para discutir sobre greve dos funcionários e paralisação dos serviços

 

 

 

 

O prefeito Jesus Chedid e secretários municipais reuniram-se na manhã desta quarta-feira, 8 de março, com representantes do Sindicato dos Motoristas de Atibaia e Região e das empresas Nossa Senhora de Fátima Auto Ônibus e EMBRALIXO – Empresa Bragantina de Varrição e Coleta Lixo, para discutir e buscar soluções para a greve dos funcionários das empresas e paralisação dos serviços.

 

 

 

 

 

Participaram da reunião, o vice-prefeito Amauri Sodré, o vereador Paulo Mário, e os secretários municipais, Tiago José Lopes (Assuntos Jurídicos), Luciano de Lima (Finanças), Aniz Abib Junior (Serviços), José Galileu de Mattos (Chefe de Gabinete), Marcelo Alexandre Soares (Planejamento), Darwin da Cruz (Administração), Manoel Botelho (Mobilidade Urbana), além da munícipe Patrícia Banck. Pelo Sindicato, o presidente José Martins dos Santos e os diretores João Evangelista de Souza, Jorge Camargo Baptista, Jurandir Aparecido dos Santos e Roberto Aparecido Queiroz. Representando a empresa Nossa Senhora de Fátima, José Luiz Rodrigues, e Luis Antonio Duarte representando a EMBRALIXO, além dos advogados das empresas.

 

 

 

 

A reivindicação dos funcionários das empresas é que o pagamento referente aos salários e benefícios, que está atrasado, seja regularizado. Os funcionários contam com o apoio do Sindicato.

 

 

 

 

A Prefeitura de Bragança Paulista esclarece que realizou o pagamento à empresa EMBRALIXO mediante depósito judicial, pois a empresa não possui as certidões necessárias para o recebimento em conta, inclusive sua Certidão Negativa de Débitos.

 

 

 

 

Com relação à Nossa Senhora de Fátima, não há repasses na concessão do serviço público, posto que a concessionária utiliza das tarifas sobre os usuários do sistema de transporte coletivo. Num outro contrato, com relação aos repasses dos vales transportes, a empresa precisa apresentar toda a documentação necessária, incluindo os comprovantes dos últimos 6 meses dos recolhimentos do INSS e FGTS dos funcionários e das suas cotas patronais à Prefeitura.

 

 

 

 

Após tratativas, funcionários e sindicato confirmaram que a greve seria suspensa, ainda nesta quarta-feira, mediante o pagamento dos salários em atraso pela empresa.

 

 

 

 

Na oportunidade, José Luiz Rodrigues informou que as empresas saldarão os atrasos com o pagamento dos funcionários, realizando o pagamento deste mês ainda nesta tarde. Em relação a certidão negativa de débitos fiscais da empresa, as tratativas continuarão para a resolução e o repasse da quantia estipulada no contrato. Sem a CND, a Prefeitura legalmente não pode realizar nenhum repasse ou pagamento financeiro.

 

 

 

 

Conforme o Secretário de Planejamento Marcelo Soares esclareceu, a Municipalidade efetuou o deposito em juízo, para cumprir a lei, na tentativa de sanar os problemas da empresa. A empresa foi notificada, durante a reunião, a apresentar a CND em até 5 dias. Vale ressaltar que na negociação anterior realizada pelo prefeito Jesus Chedid com a empresa o executivo adimpliu com 230 mil reais, além do acordado de 600 mil, para que a empresa possa pagar também o combustível da frota.

 

 

 

 

“Espero que após essas reuniões as empresas cumpram o acordo, caso contrário a cidade terá outra empresa operando. O funcionalismo da empresa está com razão na atitude tomada, pois não podem passar pela falta ou atraso de pagamento. A população pode ficar tranquila, a Prefeitura não tem nada em atraso com as empresas e elas deverão cumprir com o acordado” Disse o prefeito Jesus Chedid.

 

 

 

 

 

O presidente do Sindicato, José Martins dos Santos, afirmou que após a reunião iria à empresa solicitar que os funcionários voltassem ao trabalho. “A empresa deverá cumprir com o acordo e estou plenamente confiante que eles cumpram com seus compromissos de pagamento em dia com os funcionários, caso contrário os funcionários terão o apoio do sindicato para nova paralisação e o prefeito poderá suspender a negociação concordada nesta reunião” explicou.

 

 

 

 

Por fim, a Prefeitura vem tentando, de todas as formas possíveis, dentro da legalidade, ajudar as empresas Embralixo e Nossa Senhora de Fátima, que passam por dificuldades, e, em solidariedade aos funcionários das empresas, promovendo o diálogo e viabilizando a solução dos problemas para a continuidade dos serviços prestados à população.

 

 

 

 

No final da tarde, por volta das 17h, o presidente do sindicato informou a Prefeitura que o pagamento dos funcionários foi realizado. O Sr. Luis Antonio Duarte informou que a Embralixo retomaria as atividades imediatamente e que a Nossa Senhora de Fátima retomaria amanhã pela manhã.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Divisão de Imprensa de Bragança Paulista.