SwissLeaks: CPI do Senado ouve presidente do HSBC nesta terça-feira

CPI do Senado HSBC - Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
CPI do Senado HSBC – Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

 

 

 

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga depósitos externos de brasileiros no HSBC realiza audiência pública nesta terça-feira (5) para ouvir o presidente da instituição financeira no país, André Guilherme Brandão. O depoimento de Brandão estava previsto anteriormente para a semana passada, mas foi adiado a pedido dele próprio. A sessão tem início às 14h30, na sala 2 da Ala Senador Nilo Coelho.

 

Brandão deverá falar sobre a participação do banco no escândalo que ficou conhecido como Swissleaks, que envolve o vazamento de informações sobre milhares de contas secretas na filial suíça do HSBC — fruto de investigação de um consórcio internacional de jornalistas, em parceria com o jornal francês Le Monde.

 

 

 

O episódio envolve depósitos totais de mais de US$ 100 bilhões, mantidos em agência do HSBC em Genebra por cerca de 106 mil clientes de 203 países, referentes aos anos de 2006 e 2007. Dados divulgados pela imprensa indicam que o Brasil é o nono país com o maior valor depositado (US$ 7 bilhões) e o quarto maior em número de clientes no HSBC: foram localizados 8.667 brasileiros com contas no banco.

 

 

A CPI do HSBC é presidida pelo senador Paulo Rocha (PT-PA) e tem como vice-presidente o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). O relator da comissão é o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES).

 

 

 

Da Redação com informações da Agência Senado